Brenno, por pouco, não parou no futebol português; direção gremista quer definir novo (e longo) contrato

Fabio Utz
·1 minuto de leitura

Depois de três partidas em que foi destaque, Brenno é o nome do momento no Grêmio. Nesta semana, o Tricolor tende a encaminhar (ou até confirmar) a renovação de contrato do garoto que, por pouco, não deixou o clube no ano passado.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em outubro de 2020, quando o jovem era apenas a quarta opção para o setor, chegou uma proposta do Boavista, de Portugal. A ideia era obter o empréstimo por uma temporada e fixar o valor de compra em 2,3 milhões de euros (o que equivale a R$ 15 milhões na cotação atual). No entanto, a direção gaúcha recusou a oferta, segundo o Uol Esporte, já prevendo um aproveitamento do atleta oriundo da base.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ao longo de 2020, Brenno, que tem apenas 21 anos de idade, estava, na hierarquia de goleiros, atrás de Vanderlei, Paulo Victor e Julio César. O primeiro terminou a temporada "fritado", tanto que perdeu a condição de titular justamente na final da Copa do Brasil. O segundo, depois de um bom tempo na reserva, voltou a falhar em momentos decisivos. E o terceiro quase nunca apareceu no período e sequer segue no elenco. A ideia do Grêmio para o jovem é estender o vínculo, por no mínimo, três temporadas - o atual compromisso se encerra no mês de dezembro. Porém, não está descartado um acerto até o final de 2025. O goleiro será novamente titular nesta segunda-feira, quando a equipe encara o São José, pelo Campeonato Gaúcho.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.