Braz valoriza força defensiva e comemora volta do Santos à Vila

No duelo do Santos contra o Paysandu, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, os santistas que moram na Baixada poderão matar a saudade de ver a equipe comandada por Dorival Júnior atuar na Vila Belmiro. Afinal, o Peixe não joga dentro de casa há quase um mês. A última partida em Urbano Caldeira foi no dia 29 de março, contra o Novorizontino, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

Desde a vitória sobre o time de Novo Horizonte, o alvinegro já fez três jogos, sendo o último contra o Independiente Santa Fe, na quarta-feira passada, na Colômbia, pela Copa Libertadores. Além disso, o Peixe também encarou a Ponte Preta em duas oportunidades pelas quartas do Paulistão, uma em Campinas e a outra no Pacaembu, onde acabou sendo eliminado nos pênaltis.

Ao todo, serão 27 dias sem uma partida profissional do dentro da Vila. E além dos torcedores, os atletas do alvinegro também estão comemorando a volta para casa. Confirmado entre os titulares contra o Papão, o zagueiro David Braz espera um bom resultado no retorno ao Urbano Caldeira.

“Voltar à Vila é bom, nos sentimos em casa, todo mundo sabe. Esperamos vencer mais uma vez lá. É jogo importante, queremos muito conquistar. Nossa equipe está acostumada à mata-mata. Esperamos chegar à final como em 2015 e quem sabe conquistar o título. Será difícil contra o Paysandu, equipe rápida, que vai buscar o contra-ataque” analisou o defensor.

Os torcedores que forem até o estádio, porém, não devem esperar por muitos gols. Afinal, o time não vive uma boa fase ofensiva, balançando as redes apenas uma vez nos últimos três jogos. Em compensação, o sistema defensivo do Santos tem funcionado. Em cinco partidas, a equipe comandada por Dorival Júnior sofreu apenas dois tentos.

“Nós não temos que deixar a peteca cair. Temos que seguir trabalhando nessa humildade, firme e forte. Temos que manter. É difícil, são competições difíceis, então temos que trabalhar forte para continuar ajudando o Santos a não levar gols”, concluiu Braz.