Braz, do Flamengo, sobre final da Libertadores: 'Se perde, não dá para achar que tudo foi uma tragédia'

·1 min de leitura


Independentemente da conquista do título da Libertadores contra o Palmeiras, no sábado, o departamento de futebol do Flamengo precisará passar por mudanças. A opinião é compartilhada pelo vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz. Em entrevista ao "ge", o dirigente falou sobre o peso da competição continental e destacou que, mesmo em caso de derrota, não é possível achar que "tudo foi uma tragédia".

> Relembre a trajetória invicta do Flamengo até a final da Libertadores 2021

- É o tamanho do peso de uma Libertadores. Quando se coloca em questão essa competição, ela tem todo um tamanho, uma engrenagem. O departamento de futebol precisa de ajustes, independente de título - disse Marcos Braz.

- É sempre necessário avaliar se não poderia ter feito melhor, tomado decisões melhores para ter mais brilhantismo. Se ganharmos, será uma temporada muito boa, acima da média. Se perde, não dá para achar que tudo foi uma tragédia - completou.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

Vale lembrar que, para esta temporada, o Flamengo definiu metas com altas expectativas esportivas. Em termos de premiação, ficou estabelecido que o time deveria chegar, pelo menos, na semifinal da Copa do Brasil e da Libertadores - o que já foi cumprido. Quanto ao Campeonato Brasileiro, a missão é garantir, no mínimo, a segunda colocação, que é justamente a posição de momento do Rubro-Negro (clique aqui e relembre).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos