Braz esquece Paulista e vibra com jogo antecipado diante do Papão

Já passaram-se 15 dias desde a eliminação do Santos no Campeonato Paulista, após derrota nos pênaltis para a Ponte Preta. Mesmo com a saída precoce no Estadual ainda atormentando a cabeça de alguns santistas, o zagueiro David Braz, personagem principal do duelo contra a Macaca, acredita que a queda do Peixe é passado.

Autor de um golaço de voleio ainda no primeiro tempo contra o time de Campinas, o defensor foi de herói a vilão ao perder o pênalti que definiu a classificação da Macaca para as semifinais. Segundo o jogador, o alvinegro alcançará voos maiores durante o ano.

“Após a eliminação eu tive uma semana de muito trabalho para fazer um bom jogo contra o Santa Fe e conseguimos. Ajudamos o Santos a não levar gol e a sair com o empate da Colômbia. Procuro trabalhar para dar sequência na temporada. Tem muita coisa para acontecer ainda e podemos nos recuperar dessa eliminação do Paulista”, projetou Braz, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé.

Com o Paulistão no esquecimento, o Santos encara o Paysandu, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Inicialmente, existia a possibilidade do confronto diante do Papão acontecer apenas nos dias 03/05, 10/05 e 17/05. Porém, após um pedido do técnico Dorival Júnior ao presidente Modesto Roma Júnior, ficou definido o adiantamento do embate. Pensando no ritmo de jogo, David Braz comemorou a decisão.

“Foi bom antecipar esse jogo. Já que não temos jogos no fim de semana, foi bom. Queremos jogar sempre. Infelizmente, saímos fora do Paulista e agora é pensar nos próximos desafios”, concluiu o defensor.