Braz destaca que Fla ganhou título no intervalo: 'Quem estava dentro do vestiário, viu o que aconteceu'

Braz: 'Quem contratou o Jorge Jesus foi o Flamengo, essa instituição história de 124 anos.'(Foto: Alexandre Vidal)
Braz: 'Quem contratou o Jorge Jesus foi o Flamengo, essa instituição história de 124 anos.'(Foto: Alexandre Vidal)


Depois de sair para o intervalo perdendo por 1 a 0, o Flamengo lutou ao máximo para reverter o placar. A virada rubro-negra aconteceu nos minutos finais, com gols de Gabigol, para consagrar o título da Copa Libertadores. Em campo, o vice de futebol do clube, Marcos Braz comemorou o título e afirmou que o time venceu no segundo tempo após palavras de Jorge Jesus no vestiário. Além disso, exaltou o treinador português desde que assumiu o time.

– Acho que venceu o jogo no intervalo. Quem estava dentro do vestiário, viu o que aconteceu. Todo mundo com uma tranquilidade, mas muito preocupado com o 1 a 0 do River Plate. Porém, o Jorge Jesus sempre propôs que a gente jogasse bola. Com tranquilidade, viramos o jogo. Agora, é comemorar porque depois de quase 40 anos sem conquistar um título da Libertadores. Espero que daqui para frente não fique tanto tempo sem ganhar – disse à Fox Sports.

O dirigente rubro-negro também comentou sobre a chance de conquistar o título do Campeonato Brasileiro já neste domingo, mas mostrou cautela. Para isso, o Palmeiras tem que perder para o Grêmio, às 16h, no Allianz Parque.

– Vamos comemorar um pouquinho, mas quarta-feira tem mais e temos que respeitar o Palmeiras e todos os times que estão disputando o Campeonato Brasileiro. Espero que a gente possa comemorar um título brasileiro – frisou.

O Flamengo volta ao Rio de Janeiro, neste domingo, para receber a festa da torcida no Centro da cidade.

OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA:

RELAÇÃO COM O COMANDANTE
Acho que a gente teve o problema com o Abel, que quis sair. Eu já o conhecia. A grande virtude foi ter o apoio do presidente Rodolfo Landim para fazer uma movimentação dessa. Uma movimentação que a gente trouxe mais de sete profissionais de Portugal. Precisávamos de respaldo. É importante lembrar que logo quando o Jorge chegou tivemos a eliminação da Copa do Brasil e aquele jogo do Emelec em que perdemos por 2 a 0. Neste "gap" a gente foi muito questionado, falaram muitas coisas que não deveriam ser falados porque era necessário dar tempo ao trabalho do Jorge Jesus. Como ele mesmo falou, o Jesus sabe quem indicou. Mas quem contratou foi o Flamengo, essa instituição história de 124 anos. Isso é o que vale. Ninguém sabe quem são os dirigentes daqui a 20 anos. Quem fica com a história é o clube.

POSTURA DE JORGE JESUS?
Ele falou sobre o jogo, as jogadas quando o Flamengo está mais avançado, com a posse de bola. Mas acho que o que valeu foi a tranquilidade e certeza dos jogadores sobre o que o Jorge Jesus estava falando é o que a gente precisava para virar o jogo.

COMO COMEMOROU?
Comemorei normal. Ficam falando que eu sou frio, mas é que vai criando casco. Futebol é isso, é momento também. Vamos comemorar hoje mas, daqui a pouco vem o Estadual, e se a gente não for bem é questionado. Então acho que não tem que ter tanta euforia, nem tanta pressão quando as coisas estão mal. Tem que ter fazer um equilíbrio, que é o que o Flamengo precisa. Para quem conhece o dia a dia do Flamengo, sabe que aqui é nervoso. Tem que ter bastante tranquilidade e força, senão você não sobrevive.















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também