Braz atualiza situação de Arrascaeta no Fla e tranquiliza torcida: 'Vamos chegar a um denominador comum'

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Regular desde que chegou ao Flamengo, Arrascaeta foi um dos protagonistas na vitória do Flamengo diante do Vélez Sarsfield, por 3 a 2, na noite desta terça-feira (20). O meio-campista também esteve no centro de um grande imbróglio contratual nos últimos dias, quando seu empresário cobrou valorização por parte do Rubro-Negro.

Marcos Braz, vice-presidente do Mais Querido, afirmou que a direção terá cuidado ao tratar do assunto para chegar a um denominador comum e continuar com o uruguaio. "Não muda nada do que pensamos sobre o Arrascaeta. Fez mais um golaço, como muitos outros. Fez mais um jogo acima da média como sempre fez. Tanto é que quando fomos comprar pagamos uma quantia considerável. Não há nenhuma surpresa. Tenho certeza que na hora certa vamos chegar a um denominador comum. E essa história que é muito mais espuma do que outro tipo de problema, vai acabar", ressaltou à imprensa no retorno do time ao Brasil.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O dirigente, no entanto, destacou que será necessário aguardar um pouco mais por questões financeiras: "Temos a situação dele e de outros jogadores que temos que ter o mesmo cuidado. Evidente que ele é um jogador com uma importância enorme no elenco, mas tem que esperar mais um pouquinho. É questão de dinheiro e situações que precisamos esperar para avançar".

Imbróglio contratual

A situação com Arrascaeta não é extamente nova no Flamengo. Desde que chegou, em 2019, o jogador tornou-se um dos principais nomes da equipe, mas não ganhou nenhuma valorização. Assim, Daniel Fonseca, empresário do meio-campista, exigiu algum posicionamento da equipe carioca.

Bruno Henrique e Gabigol ganharam valorização no Flamengo. | Pool/Getty Images
Bruno Henrique e Gabigol ganharam valorização no Flamengo. | Pool/Getty Images

O Rubro-Negro alega não ter condições de gastar mais com salários nesta temporada e ressalta que os efeitos da pandemia estão sendo difíceis de contornar.