Braz analisa possível caminho do Flamengo até final da Libertadores: 'Outro lado está um pouco mais salgado'

·1 minuto de leitura


O Flamengo conheceu, na tarde desta terça-feira, o chaveamento até a decisão da Libertadores 2021. Em sorteio realizado na sede da Conmebol, ficou decidido que o Rubro-Negro enfrentará o Defensa y Justicia nas oitavas de final do torneio continental. Em live da FlaTV, o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, analisou o confronto e destacou a facilidade da viagem à Argentina como ponto positivo.

+ Libertadores: Flamengo enfrenta o Defensa y Justicia nas oitavas; veja o chaveamento até a final

- Eu sempre torço para que não pegue argentino. Caiu, a gente que jogar e vamos jogar com tranquilidade, como se fosse qualquer um. É uma logística mais tranquila. Eu sempre me preocupo com essa questão - disse Marcos Braz sobre o duelo com o Defensa y Justicia.

Ao fim do sorteio, o dirigente também analisou o possível caminho do Flamengo até a final da Libertadores. Apesar de ficar satisfeito com a chave rubro-negra em comparação com a outra, Braz ressaltou que também há times fortes pela frente.

- Qualquer time na Libertadores é pedreira. Agora é o Flamengo fazer o dever dele. No nosso lado tem o Internacional, que tem uma tradição na competição, o Vélez... Mas acho que o outro lado está um pouco mais 'salgado'.

Por fim, Marcos Braz aproveitou para fazer um palpite em um duelo argentino do outro lado da chave e apostou na eliminação de um dos favoritos ao título:

- Eu acho que o Argentinos Juniors passa no jogo contra o River Plate.

As oitavas de final da Libertadores estão marcadas para as semanas de 14 e 21 de julho. Até lá o Flamengo tem compromissos pelo Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos