Braz admite ‘não jogar como a torcida quer’, mas valoriza vantagem

O Santos novamente não mostrou um futebol vistoso. Apostando na posse de bola, o Peixe foi lento e irritou parte dos mais de 6 mil torcedores que estiveram na Vila Belmiro na noite desta quarta-feira. Mesmo assim, o alvinegro conquistou a vitória por 2 a 0 sobre o Paysandu e abriu boa vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil.

O zagueiro David Braz, por sua vez, admitiu que a equipe comandada por Dorival Júnior não vem fazendo boas apresentações nas últimas partidas. Porém, o defensor destacou a força defensiva do Papão e valorizou o triunfo santista.

“Eu acho que nem sempre a gente vai conseguir fazer o que os torcedores e a imprensa querem. Não vamos vencer sempre por 4 a 0. O Paysandu veio muito fechado, com duas linhas de quatro. Tivemos dificuldade, mas conseguimos fazer os dois gols em um chute longe e em uma bola parada. A gente não esta vencendo de goleada, que é o que o torcedor espera, mas conseguimos um bom resultado para o jogo de volta”, explicou Braz na saída do gramado.

Para o zagueiro, inclusive, o Santos tem hoje um dos melhores elencos do Brasil e tem totais condições de conquistar Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão.

“No primeiro semestre não conseguimos o Paulista e vamos ser cobrados por isso, ainda mais que nossa equipe é qualificada para disputar todos os títulos que disputar. Temos a oportunidade de conquistar os outros objetivos e pouco a pouco vamos conseguindo os resultados. Estreamos bem na Copa do Brasil. É um desejo conquistá-la”, concluiu Braz.

Com a vantagem de ter marcado duas vezes na Vila, o Peixe pode perder por até um gol de diferença na volta que mesmo assim avança para as quartas do torneio mata-mata. As duas equipes voltam a se enfrentar apenas no próximo dia 10 de maio, uma quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio Mangueirão, em Belém, no Pará.