Brasileiros tem bons resultados, mas ficam fora do pódio no triatlo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

·1 minuto de leitura


Apesar de não saírem com medalhas, os brasileiros do triatlo somaram bons resultados neste último dia da modalidade nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. No masculino, Ronan Cordeiro e Carlos Rafael ficaram na quinta e sexta colocação, respectivamente, enquanto Jéssica Messali ficou na quarta posição do feminino.

+ Gabriel Bandeira bate recorde mundial, e Brasil conquista o bronze no revezamento 4x100m

Na classe PTS5, para atletas com deficiências leves, Ronan brigava por medalha até a transição da natação para o ciclismo, mas caiu de produção na segunda metade da prova, encerrando com tempo de 1h01m22s, na quinta posição. A medalha de ouro ficou com o alemão Martin Schulz, com tempo de 58m10s.

+ Judoca Lúcia Araújo conquista o bronze nas Paralimpíadas de Tóquio

Carlos foi quinto colocado durante boa parte da prova, mas caiu uma posição na transição do ciclismo para a corrida, finalizando a prova com 1h02m26s. A prata ficou com o britânico George Peasgood, enquanto Stefan Daniel, do Candá, fechou o pódio.

No PTS5 feminino, Jéssica Messali fechou a prova com tempo de 1h16m23s, pouco mais de dois minutos atrás da espanhola Eva Maria Pedrero, que levou com o bronze. O ouro ficou com Kendall Gretsch, dos Estados Unidos, enquanto a australiana Lauren Parker conquistou a prata.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos