Brasileiro faz balanço da temporada na Ucrânia e deixa futuro aberto


A temporada do futebol ucraniano terminou oficialmente no último fim de semana. O FC Lviv, tradicional clube da elite do país, acabou lutando na parte baixa da tabela e terminou o torneio longe do objetivo de brigar por uma vaga em competições europeias na próxima época. Um dos poucos destaques individuais do time foi o brasileiro Renan Oliveira.

O atacante terminou o ano com oito gols e duas assistências. Números que ficam abaixo apenas de três jogadores do Shakhtar (Júnior Moraes, Marlon e Taison) na artilharia. Sincero, Renan faz um balanço de uma temporada que ainda teve a questão da pandemia do coronavírus pelo caminho.

- Foi uma temporada de altos e baixos. Tivemos muita trocas de técnicos e também tivemos saídas de alguns atletas durante o período. Isso atrapalhou bastante e acabou sendo um fator importante para a gente não ficar entre os seis primeiros e tentar, ao menos, uma vaga em competições europeias. Por outro lado minha temporada individual foi satisfatória. Marquei oito gols e dei duas assistências e dentro do cenário são bons números. Virei mais forte na próxima temporada - analisou.



Renan ainda tem dois anos de contrato com o Lviv. No momento, procura não fazer planos futuros, apesar de não descartar que pode ocorrer uma possível mudanças de ares para a próxima temporada.

- Sobre o futuro ainda tudo muito incerto. A janela de transferência está aberta e sempre surgem oportunidades nesse momento. Tenho dois anos de contrato com o FC Lviv. Então no momento estou deixando essa questão com meus empresários e procurando nesses primeiros dias dar uma relaxada, até por conta de uma temporada que teve um componente da pandemia do coronavírus. Independente de onde for o desafio, voltarei ainda mais forte.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também