Brasileiro ex-Fluminense é o primeiro caso de coronavírus confirmado no futebol chinês


O atacante Dori, revelado pelo Fluminense e atualmente no Meizhou Hakka, é o primeiro jogador de futebol a contrair o coronavírus (COVID-19) na China. O Comitê de Saúde de Guangzhou chegou a anunciar que um jogador brasileiro de 30 anos testou positivo para o novo coronavírus, mas não revelou a identidade do atleta. O empresário de Dori, no entanto, confirmou que seu cliente contraiu a doença.

- Dori foi diagnosticado nesta madrugada, mas está sendo bem cuidado. Fazendo os exames, sendo bem tratado e com boa alimentação. Agora está sem febre, e agora é esperar o tempo de recuperação - disse o empresário Calos Henrique, ao site do "Globo Esporte".

Dori atua no futebol chinês desde 2011. Em 2012, teve uma passagem, por empréstimo, pelo Náutico, mas depois voltou ao país asiático, passou por diversos clubes e hoje atua pelo Meizhou Hakka, da segunda divisão nacional.

Segundo a imprensa local, o brasileiro teria sido diagnosticado após voltar da Tailândia de uma viagem que fez com o seu clube. A tendência é que Dori fique isolado pelas próximas duas semanas.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também