Brasileiro demitido pela Latam após assédio se diz arrependido

Yahoo Esportes
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

Depois que o vídeo em que aparece pedindo para torcedoras estrangeiras repetirem frases de conotação sexual em português viralizou nas redes sociais, Felipe Wilson foi demitido pela companhia aérea Latam, onde trabalhava como supervisor. Em entrevista ao UOL Esporte, o brasileiro continuou tratando o assédio como “brincadeira”, mas afirmou que está “muito arrependido” de sua atitude.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

“Não esperava que um momento de descontração tomasse tamanha proporção negativa em minha vida. Este tipo de atitude não pertence a minha conduta. Estou tendo o apoio de amigos e familiares para que esta situação termine o mais rápido possível. Peço desculpas aos ofendidos, em especial à sociedade russa”, disse o torcedor.

Wilson preferiu não fazer comentários a respeito da demissão. Ele disse que o vídeo foi gravado em “clima de brincadeira” e que teve a “infelicidade”de pronunciar palavras impróprias. “Todas as atitudes do vídeo foram feitas por livre e espontânea vontade de ambas as partes de maneira descontraída como uma brincadeira, em nenhum momento elas foram coagidas a fazer algo que não quisessem”, explicou Wilson.

Leia mais:
Juninho Pernambucano detona Galvão por postura em relação a Neymar
Em jogo sofrido e com gols nos últimos minutos, Brasil bate Costa Rica
Tite rola em comemoração do gol e agita as redes sociais

No vídeo em que Wilson aparece ao lado de outro homem, as estrangeiras repetem a frase: “Eu quero dar a b… para vocês”. Após a repercussão, a Latam decidiu demitir o funcionário.

“A LATAM Airlines Brasil repudia veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória e reforça que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta”, escreveu a empresa em nota oficial.

Leia também