Brasileiro comenta processo de naturalização para atuar pela seleção dos EUA de Beach Soccer

Gleison de Sousa está próximo de atuar pela seleção dos EUA de beach soccer (Foto: Divulgação)


O brasileiro Francisco Gleison de Sousa, está muito próximo de defender a seleção dos EUA de futebol de areia. Ao que parece, ele se tornará oficialmente cidadão norte-americano nos próximos meses.

O atleta atua no Miami Athletic Club, da quarta divisão dos EUA, no entanto, isso está próximo de mudar caso seu pedido de naturalização seja aceito, o brasileiro de 30 anos defenderá a seleção norte-americana de Beach Soccer.

O atleta já chegou a passar por treinamentos e amistosos com a seleção, encantando o treinador brasileiro, Francis Farberoff com sua qualidade.

- Tive contato com os atletas durante alguns treinos e amistosos no último mês, mas, nada mais que isso pelo fato de eu ainda não ser considerado um cidadão americano. Porém, já estou no processo e nos próximos dias estarei novamente atuando pela seleção em um amistoso contra o Canadá - explicou Gleison.

O adiantamento desse processo de naturalização teve início há pouco mais de um ano, por conta do treinador da seleção dos EUA, Francis Farberoff. A relação entre os dois brasileiros começou após o contato inicial com o Beach Soccer por um colega colombiano, que levou Gleison para treinar junto ao FBS FC.

Em seu primeiro treino, o atleta se destacou e chamou atenção pelo fato de ser um jogador muito veloz e que tem qualidade na marcação, características escassas no Beach Soccer.

- O Francis desde que nos conhecemos, sempre insistiu para que eu buscasse tirar minha cidadania, e me ajudou a ganhar mais experiência no Beach Soccer, me convocando para os períodos de treinamento com a seleção - destacou o atleta.