Brasileiro aguarda confirmação de recorde de maior onda da história

·1 min de leitura
NAZARE, PORTUGAL - JANUARY 08:  Big wave surfer Lucas Chianca Chumbo from Brazil rides a wave during a surfing session at Praia do Norte on January 8, 2022 in Nazare, Portugal. (Photo by Octavio Passos/Getty Images)
Lucas Chumbo surfou onda enorme de swell histórico em Nazaré em janeiro deste ano. Foto: (Octavio Passos/Getty Images)

O surfista e ex-participante do Big Brother Brasil, Lucas Chumbo, pode ter batido o recorde de maior onda da história em um swell ocorrido no dia 8 de janeiro na Praia de Nazaré, em Portugal, reduto das ondas gigantes no mundo.

Depois de vencer o Tudor Nazaré Tow Surfing Challenge, evento realizado em dezembro do ano passado pela WSL (World Surf League), em que Lucas Chumbo pegou uma das maiores ondulações da história da praia portuguesa, um novo swell, que teve seu auge na segunda semana do primeiro mês de 2022, surgiu e trouxe novas ondas gigantes.

Leia também:

A onda que Lucas Chumbo pegou pode superar os 80 pés (cerca de 24,4 metros) de altura, medidos na bomba que o também brasileiro Rodrigo Coxa surfou no ano de 2017 e que mantém o recorde até hoje.

Em entrevista ao blog Boas Ondas, o surfista brasileiro comentou sobre o swell que pegou em Portugal: "Incrível, histórico. Um dos mais bonitos desde o de outubro de 2020. Estava gigante, com ondas de 70, 80, 90 pés, sei lá. O vento estava perfeito. Terral pela manhã e sem vento à tarde. Um tipo de swell que vai ficar guardado na memória, marcado na história".

Esquivando-se da comparação com a onda de Rodrigo Koxa, que é a detentora do recorde, Chumbo prefere não falar se acha sua onda maior que a de seu compatriota: "Não consigo falar. Minha onda foi enorme, adrenalizante, uma das maiores da minha vida com certeza, mas isso daí temos de esperar a avaliação de quem vai julgar".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos