Brasileira prova que o surfe verde-amarelo é referência também fora d'água

Brasileira Livia Mathias lidera a Pacific Surf School (Foto: Fernando Phillipi)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Brasil é atualmente um dos grandes expoentes do surfe no mundo. Claro que esse status é capitaneado pela chamada "Brazilian Storm" (Tempestade Brasileira, em português), como é chamada a geração de Adriano de Souza, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira - para ficar apenas entre os campeões mundiais. Porém, também tem brasileiro fazendo bonito nos bastidores; ou melhor, brasileira.

Nascida e criada em São Paulo, Livia Mathias lidera a Pacific Surf School, uma das principais escolas de surfe do mundo, localizada em San Diego, EUA, que em média recebe 3 mil pessoas por ano. Hoje sou gerente geral.

"O surfe sempre esteve na minha vida. Meu pai surfava quando eu era menor, meu irmão também, sempre tive muito amigo nesse mundo, inclusive alguns se tornaram surfistas profissionais", lembra. "Estou há três anos nos EUA. Vim fazer meu MBA e acabei voltando ao mercado do surfe".

Grande parte do conhecimento que a fez chegar ao cargo de confiança na tradicional escola de surfe foi conquistada com a sua vasta experiência profissional no Brasil. Especialista em marketing, Livia Mathias trabalhou representando multinacionais e grandes eventos em sua terra natal, fazendo um trabalho essencial e arrecadando milhões para as empresas. Livia foi responsável por produzir eventos para grandes empresas do mundo do surfe, como Quiksilver, Oakley e Instituto Brasileiro de Surf (Ibrasurf).

"Trabalhar no Ibrasurf foi muito importante. Primeiro, porque pude aprender na prática como produzir eventos de surfe. No caso, eles promovem o Circuito Universitário, uma disputa entre as universidades, realizada em três etapas, em locais diferentes, e com patrocínios de empresas gigantes, como Peugeot, Quiksilver e Roxy. Esse campeonato tem o formato de um campeonato mundial, com jurados, palanques, questões que um campeonato de surfe tem. Aprendi muito botando a mão na massa", destaca Lívia.

"Segundo, porque a Ibrasurf promove diversas ações que visam popularizar o surfe. Isso muito antes de nos tornarmos uma potência no mundo. Essas ações incluem artes voltadas para o surfe e curso de marketing voltado para esporte com a participação de diretores de grandes empresas e renomados profissionais que fizeram o surfe brasileiro ser o que ele é hoje. Tenho muito orgulho de dizer que eu comecei pela raiz desse esporte, que tenho esse know hall", exalta.

Após a passagem pela Ibrasurf, a brasileira passou a produzir eventos de lançamentos para marcas gigantes, entre elas a própria Quiksilver e Oakley, além da Calvin Klein e Forever 21.

"Fui uma das produtoras que lançou a primeira loja da Quiksilver em São Paulo. Também tive um espaço de eventos por muito tempo que fez showroom de muita marca de surfe, incluindo a Oakley. Executei produções de abertura de lojas e lançamentos de produtos. Com isso, sempre estive em contato direto com as tendências do mercado".

Considerado um dos esportes que mais trazem benefícios para o ser humano, o surfe permite um contato direto com a natureza, a prática de movimentos importantes para manter o físico e o cardio em dia, além de liberar o estresse, causando uma indescritível sensação de êxtase a cada onda surfada.

"O surfe utiliza partes do corpo que a maior parte dos outros esportes não utiliza. Aqui mesmo na própria escolinha a gente recebe atletas de outras modalidades que ficam impressionados com o resultado. É um esporte que ajuda muito a fortalecer o core, que é uma área importante do corpo. Mas, para mim, o mais importante é que é um esporte que contribui para uma boa saúde mental, pois te obriga a estar com o pensamento exclusivamente ali na água, sem tempo para pensar nos problemas", define.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos