Brasileira nocauteada por CR7 tretou com o português há 5 anos: 'Até ontem, não gostava dele'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Marisa ganha camisa de Cristiano Ronaldo em Berna. Foto: FreshFocus/MB Media/Getty Images
Marisa ganha camisa de Cristiano Ronaldo em Berna. Foto: FreshFocus/MB Media/Getty Images

Praticamente unanimidade no mundo da bola, Cristiano Ronaldo acumula milhões de fãs ao redor do planeta. Até os "haters" do jogador acabam idolatrando o craque português. É o caso da brasileira Marisa Nobile. A mulher recebeu uma bolada de CR7 durante o aquecimento para a partida entre Young Boys e Manchester United pela Liga dos Campeões. Mas, para sua surpresa, Cristiano se redimiu.

A história deles, porém, começou muito antes. Em 2014, quando o craque ainda atuava pelo Real Madrid, Marisa Nobile trabalha novamente como uma das stewards, funcionários que atuam na segurança de estádios.

Leia também:

Após o duelo contra o Basel, válido pela fase de grupos da Champions League, a brasileira ficou irritada com a insistência de Cristiano Ronaldo em manter o condicionamento físico dentro de campo. Em entrevista ao 'ge', Marisa Nobile contou toda a história.

– Eu acabei xingando ele. Não sabia quem era ele direito. Falei: "Já terminou o jogo, você fica correndo aqui no campo e o pessoal não vai embora". Ele continuou, e eu já estava muito cansada. Ele mandou eu falar com o técnico. Eu voltei: "E aí, vai terminar, ou não? Aqui é Suíça, querido” – lembrou Marisa.

– Ele mandou eu ir para aquele lugar. Eu falei: "Que cara grosso." Até ontem (terça), eu não gostava do Cristiano Ronaldo. Mas vi que ele é totalmente outra pessoa – contou a brasileira.

Ontem, Marisa já havia dado uma de profeta e, antes do jogo, publicou nas redes sociais que gostaria de fazer as pazes com Cristiano, e tirar uma foto com o camisa 7 do Manchester United. Determinada, se posicionou atrás do gol onde o elenco inglês aquecia no Stade de Suisse, em Berna. A escolha deu certo, mas de uma maneira que não estava nos planos.

– Eu até olhei para o Ronaldo, não sei se ele me reconheceu. Não foi vingança, não! Não vá pensar que foi vingança - brincou.

Em seguida, a bolada de um dos melhores finalizadores da história do futebol. Segundo a filha de Marisa, que também trabalhou na organização do jogo, a mãe permaneceu desacordada por cerca de 30 segundos. Quando acordou, a surpresa.

– Ele estava segurando a minha mão, fazendo carinho no meu rosto, perguntando: “Você está bem, você está bem?” - disse ao 'ge'.

- “Se você é mesmo é mesmo minha fã, eu vou te dar minha camiseta, autografar e te dar depois do jogo”, ele disse. Eu falei: “Suada?” Ele falou: “Suada!” - relatou Marisa Nobile.

Apesar da derrota nos acréscimos - Cristiano Ronaldo havia sido substituído - o craque lembrou da brasileira e foi atrás dela. A camisa chegou até a brasileira, que mudou da opinião construída seis anos antes.

– Agora eu sou a Ronaldete número 1! - brincou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos