Brasileira é favorita na estreia na categoria wellness no Mr. Olympia

·5 minuto de leitura


Uma das principais favoritas ao título no Mr. Olympia na inédita categoria Wellness, a brasileira Francielle Mattos rechaça qualquer pressão para o evento programado para os dias 7 a 10 de outubro em Orlando, Flórida.

Primeira mulher a garantir vaga na divisão, ainda no ano passado, a paranaense de São José dos Pinhais confia na preparação desenvolvida ao longo dos últimos meses para chegar em sua melhor forma ao tradicional palco do fisiculturismo mundial.

- Não me sinto pressionada, não. Eu trabalhei muito para este momento, abri mão de muitos prazeres momentâneos para estar onde estou agora, e ser a campeã do Mr. Olympia. Esta é a minha missão agora! - garante a atleta da Integralmédica.

Campeã do Overall Olympia Brasil, Overall Arnold Ohio e do Musclecontest Pro, título que lhe garantiu no Olympia, Francielle Mattos também comentou sobre os desafios de se preparar em meio a uma pandemia.

- Desafiador. Me preparar em quarentena, adaptando os treinos para fazer em casa com os filhos em casa fazendo aulas online... Mas foi onde eu vi que não há limites quando nos empenhamos verdadeiramente - afirma.

Por falar em desafios, os obstáculos parecem impulsionar a paranaense. Vale destacar que, além dos eventos conquistados, Francielle Mattos também derrotou uma depressão pós-parto no início de sua caminhada como atleta.

- Na época em que comecei a treinar eu tinha acabado de ser mãe pela primeira vez, estava passando por uma depressão pós-parto; mas a disciplina e o autocuidado mudou o rumo da minha história. Hoje me sinto realizada e grata por tudo o que passei até chegar aqui.

Confira abaixo a entrevista com Francielle Mattos:

Você é considerada uma das melhores atletas do mundo na sua categoria. Como foi o caminho para chegar até aqui?

No início foi muito difícil, porque os resultados exigem uma disciplina que eu não tinha, então tive que desenvolvê-la, ter horário para tudo. Foi bem desafiador na época em que comecei a treinar, pois tinha acabado de ser mãe pela primeira vez e estava passando por uma depressão pós-parto; mas a disciplina e o autocuidado mudaram o rumo da minha história. Hoje me sinto realizada e grata por tudo que passei para chegar até aqui.

Qual dos seus títulos foi mais marcante?

Todos são muito especiais, cada campeonato tem seus desafios e em cada um eu evoluo não apenas o físico, mas principalmente a parte mental. Mas com certeza o Musclecontest foi diferente (risos). Parecia final de copa do mundo, foi lindo. Ganhei o troféu de campeã e conquistei a vaga para o Mr. Olympia.

Qual é a sensação de ter sido a primeira brasileira classificada para a maior competição de fisiculturismo do mundo?

Foi incrível! Eu fiquei em êxtase (risos). Me cobrei muito para estar impecável nesse campeonato, para fazer jus a todas as pessoas que estão ao meu lado e que acreditam em mim, me dediquei 1.000%. Essa preparação foi muito desafiadora. Quando me anunciaram como a grande campeã eu tive que dar um abraço muito forte em mim mesma e pensei: você conseguiu!

Muitos especialistas a consideram uma das favoritas para vencer o título do Olympia, você se sente pressionada em relação a isso?

Não me sinto pressionada, não. Eu trabalhei muito para este momento, abri mão de muitos prazeres momentâneos para estar onde estou agora, e ser a campeã do Mr. Olympia. Esta é a minha missão agora!

O seu coach, Ricardo Pannain, anunciou que você faria uma outra competição antes do Olympia, o Tampa Pro XIV. Como está a preparação e qual é a estratégia de participar dessa competição antes do principal evento do ano?

Temos 11 semanas para o Show, e começamos a preparação com bastante antecedência para não pularmos etapas, e conseguirmos trabalhar com bastante especificidade cada mesociclo preparatório. Acreditamos que assim iremos melhorar ainda mais alguns pontos específicos, e a finalização torna-se menos desgastante. O Tampa Pro é um dos principais Shows da Pro League, em termos de visibilidade e também o nível dos atletas. Além disso encontrarei basicamente os mesmos árbitros do Olympia, então estamos trabalhando duro para apresentar a minha melhor versão.

Você é considerada por muitos como o padrão da categoria wellness, como isso influencia na sua preparação?

Fico muito feliz em ouvir isso! A categoria wellness é linda e eu me tornei uma atleta de fisiculturismo justamente por amar essa categoria e suas particularidades! No passado fui influenciada por outras atletas wellness, e hoje ser essa referência é um sonho!

A rotina de um atleta não é fácil. Como conciliar treinos, dietas e viagens tendo dois filhos?

Eu falo que esse não é um esporte para qualquer um. É preciso muito foco, disciplina e uma rotina organizada para conseguir dar conta de tudo. E nada de ficar dando desculpas! Quando iniciei na musculação eu não tinha com quem deixar minha filha de 6 meses, então eu a levava junto na academia comigo. Ela ficava no carrinho de bebê do meu lado em todos os exercícios (risos). Algumas pessoas até né olhavam torto, mas foram dias necessários, sempre vai haver aqueles dias em que teremos que nos puxar um pouco mais e sermos mais fortes.

Qual dica você pode dar para quem está começando agora a trajetória no fisiculturismo?

Eu diria que é um lindo caminho, mas ele é longo e, como todo caminho longo, às vezes cansa, então ele precisa ser apreciado! O prazer não pode estar apenas em conquistar o troféu, são as conquistas diárias que nos tornam um verdadeiro campeão. Tem mais a ver com que tipo de pessoa e 'atleta' você quer se tornar ao longo e ao final do processo, então não tenha pressa. Valorize cada conquista sua. Encontre inspiração na história de atletas que te motivam e evite a comparação! Boa sorte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos