Brasil x Canadá: saiba onde assistir e o que esperar do rúgbi feminino nos Jogos Olímpicos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Chegou a hora do rúgbi feminino entrar em campo nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nesta quarta-feira (28), a Seleção Brasileira, mais conhecida como "Yaras", inicia a caminhada em busca do tão sonhado pódio olímpico contra o Canadá. A partida acontece no Tokyo Stadium, em Tóquio, às 21h30 (de Brasília). O time ainda enfrentará as outras equipes do Grupo B, a França e Fiji nesta quinta-feira (29).

+ Veja mais notícias da Olimpíada de Tóquio

BRASIL
A seleção busca um resultado melhor do que foi nas últimas olímpiadas no Rio, em 2016, quando ficou em 9º lugar. As quatro participantes desta edição que já tiveram experiência nos Jogos Olímpicos são Haline Scatrut, Isadora Cerullo, Luiza Gonzalez e a capitã Raquel Kochhann. Por isso fica difícil imaginar como será o desempenho da seleção contando com as demais convocadas. Ainda assim, as gêmeas Thalita e Thalia da Silva Costa são as promessas de um suplemento no time, já que vieram de uma das melhores equipes do país, o Delta, no Piauí.

Invictas na América do Sul, as Yaras protestaram pelo espaço feminino no esporte, em maio. Lideradas pela ex-jogadora Beatriz Futuro, alteraram o símbolo do Tupi na camisa da seleção pela logo da Yara. As próprias atletas bancaram essa mudança do uniforme, na busca por usar algo que criasse identificação com elas. O técnico William Broderick comentou a importância do símbolo em entrevista coletiva:

- Queremos conseguir transferir um pouco da cultura brasileira e a energia deste grupo para o campo. Tudo que fazemos é reflexo do que as meninas são na vida real. Primeiro, não podemos ter medo de fazer coisas diferentes. Se não somos um time muito grande [fisicamente], podemos desenvolver armas para usar isso a nosso favor. Estou há pouco tempo com elas, mas pude jogar pela seleção brasileira masculina, então meu entendimento da cultura começou há um bom tempo.

CANADÁ
Já se pode ter uma noção da dificuldade que a seleção brasileira irá enfrentar ao combater o time canadense. Isso porque em março as Yaras participaram de dois torneios amistosos em Dubai, Emirados Árabes. Nas duas vezes, a seleção terminou em 4º lugar, enquanto o Canadá saiu na frente ao lado dos Estados Unidos e da França. O time também conquistou o bronze no Rio em 2016, e diferente do Brasil, eles levam dessa vez uma equipe experiente, sem nenhum estreante em Jogos Olímpicos.

+ Resumão: Rayssa conquista medalha no skate, Brasil segue 100% no vôlei e muito mais em Tóquio.

FRANÇA
A França também é um adversário forte, já que venceu todos os seus oponentes na repescagem das classificatórias dos Jogos Olímpicos de Tóquio, disputada em Mônaco no início de julho. E seguindo na busca por inclusão e diversidade, a França se tornou o primeiro país a ter uma federação que permite mulheres transgêneros em competições de rúgbi. Abrangendo não só os que fizeram a mudança hormonal, mas também os que estão em transição há pelo menos 12 meses. Apesar da World Rugby proibir os atletas trans de suas competições, abriu exceção para as federações nacionais pudessem incluí-los em torneios domésticos.

+ Medalhista de prata, Rayssa Leal fala da 'ídolo' Letícia Bufoni e manda recado: 'skate é para todos'

FIJI
O representante da Oceania, se classificou ao vencer Papua Nova Guiné, indo em direção aos Jogos Olímpicos. A zebra do grupo pode conseguir surpreender, então é importante não subestimar o país que joga contra o Brasil na noite de quinta-feira (29) às 21h (De Brasília). Sendo que este será o terceiro jogo da seleção brasileira em menos de um dia, o que poderia fazer com que o rendimento das Yaras diminuísse.

AUSÊNCIA DA SELEÇÃO MASCULINA
Já a equipe masculina brasileira de rúgbi não conseguiu vaga nesta edição dos Jogos Olímpicos, porque desistiu de participar do torneio pré-olímpico, em junho, em Mônaco. O motivo dado pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) foi a pandemia do novo corona vírus, já que os jogadores estavam sem entrar em campo há um bom tempo.

- Por conta dos protocolos sanitários, atletas que atualmente não treinam pela seleção e que poderiam compor o elenco de Sevens estão sem disputar partidas oficiais há meses. Este fato trouxe preocupação ao departamento médico da CBRu pela possibilidade de lesionar atletas expostos a cargas excessivas sem a preparação adequada - a confederação explicou em nota.

FICHA TÉCNICA

Brasil x Canadá
Jogos Olímpicos de Tóquio
Grupo B - Fase de grupos

Data e horário: 28/07/2021, às 21h30 (de Brasília).
​Local: Tokyo Stadium, em Tóquio (JAP).
Transmissão: TV Globo, SporTV e BandSports.

PROVÁVEIS TIMES

BRASIL (Técnico: William Broderick)
Haline Scatrut, Isadora Cerullo, Luiza Gonzalez, Raquel Kochhann, Thalita da Silva Costa, Thalia da Silva Costa e Marina "Tchoba" Fiovaranti.

CANADÁ
Elissa Alarie, Brittany Benn, Karen Paquin, Bianca Farella, Kayla Moleschi, Julia Greenshields e Pamphinette Buisa.

Veja abaixo o quadro de medalhas e o calendário dos Jogos Olímpicos de Tóquio:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos