Brasil vence Venezuela de virada e segue invicto nas Elimiantórias

·2 minuto de leitura
Lance da partida entre Venezuela e Brasil, pela 11ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 (AFP/YURI CORTEZ)

O Brasil manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, ao vencer de virada a Venezuela por 3 a 1, nesta quinta-feira, em Caracas, pela 11ª rodada do torneio classificatório.

No estádio Olímpico da UCV, na capital venezuelana, os donos da casa abriram o placar no primeiro tempo, com o atacante Eric Ramírez (no minuto 11).

Sem Neymar, que cumpriu suspensão automática, a Seleção Brasileira chegou à vitória na etapa final graças aos gols de Marquinhos (71), Gabigol (85, em cobrança de pênalti) e Antony, que entrou no lugar do atacante do Flamengo (90+5).

Com este resultado, os brasileiros lideram a tabela com 27 pontos, oito a mais que a segunda colocada Argentina, que empatou por 0 a 0 com o Paraguai (6º) nesta quinta, em Assunção. Já os venezulenos ocupam a lanterna da classificação, com apenas 4 pontos.

No domingo, em partida pela quinta rodada, que não foi disputada em março por conta da pandemia de covid-19, o Brasil encara a Colômbia em Barranquilla, enquanto a Venezuela recebe o Equador.

Os quatro primeiros colocados nas eliminatórias garantem vaga para a Copa do Mundo, enquanto o quinto lugar disputa um mata-mata (ida e volta) contra a seleção de outro continente ainda não definido pela Fifa.

- Ficha técnica da partida válida pela 11ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022:

Venezuela - Brasil 1 - 3 (0-1)

Local: estádio Olímpico da UCV (Caracas, Venezuela)

Árbitro: Kevin Ortega (PER)

Gols:

Venezuela: Eric Ramirez (11)

Brasil: Marquinhos (71), Gabriel Barbosa (85, de pênalti), Dos Santos (90+5)

Cartões amarelos:

Venezuela: Bello (80), Hernández (88)

Brasil: Marquinhos (60)

Equipes:

Venezuela: Joel Graterol - Ronald Hernández, Josua Mejias (John Chancellor, 46), Nahuel Ferraresi, Oscar González - Yeferson Soteldo, Darwin Machis (Sergio Córdova, 74), José Martínez (Edson Castillo, 65), Tomás Rincón (Junior Moreno, 74), Adalberto Peñaranda (Eduard Bello, 59) - Eric Ramirez. T: Leonardo González.

Brasil: Alisson - Danilo (Emerson Aparecido, 77), Marquinhos, Thiago Silva, Guilherme Arana (Alex Sandro, 90+1) - Everton Ribeiro (Rafinha, 46), Fabinho, Gerson, Lucas Paquetá (Vinícius Júnior, 63) - Gabigol, Gabriel Jesus (Antony, 77). T: Tite.

erc/ma/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos