Brasil vence Sérvia com 2 gols de Richarlison na estreia na Copa do Catar

O Brasil se livrou do peso da estreia na Copa do Mundo do Catar ao vencer a sólida seleção da Sérvia por 2 a 0, com dois gols de Richarlison, nesta quinta-feira (24) no estádio de Lusail.

Após um primeiro tempo nervoso, em que a seleção brasileira teve dificuldades para achar espaço diante de uma defesa bem armada, o time se soltou na segunda etapa e aproveitou o cansaço do adversário para construir a vitória com os dois gols do atacante do Tottenham.

Apesar da vitória e da boa imagem deixada no segundo tempo, a situação de Neymar preocupa: o camisa 10 sofreu uma torção no tornozelo direito, foi substituído a 20 minutos para o fim do jogo e foi visto chorando na saída de campo.

Com a vitória, o Brasil lidera o Grupo G com 3 pontos, seguido pela Suíça, que venceu Camarões (1-0) mas tem um saldo inferior.

A seleção vai enfrentar os próprios suíços na segunda-feira, em jogo que pode encaminhar a classificação para as oitavas.

- Retranca sérvia -

Com uma formação bem ofensiva, o técnico Tite escalou Vinícius Junior na ponta-esquerda e Lucas Paquetá como segundo homem do meio-campo, deixando Fred no banco de reservas. Nesse esquema, Casemiro entrou como único volante.

Já o técnico da seleção sérvia, Dragan Stojkovic, surpreendeu ao deixar o atacante da Juventus Dusan Vlahovic e o meia Filip Kostic no banco, claramente preocupado em segurar o poderio ofensivo do Brasil.

Aleksandar Mitrovic (atacante do Fulham) e o capitão Dusan Tadic (do Ajax) comandaram o ataque.

O jogo começou tenso, com as duas equipes se estudando. A seleção brasileira tinha mais posse de bola, mas com dificuldade para achar uma brecha na sólida defesa do time sérvio, que tem a maior média de altura da Copa (1,88 m).

Aos 5 minutos, Vini Jr. fez uma jogada individual pela ponta-esquerda, driblou Andrija Zivkovic, penetrou na área e tentou o cruzamento, mas foi travado por Nikola Milenkovic.

Em seguida, Neymar cobrou um escanteio bem fechado em tentativa de gol olímpico e acertou a trave.

O astro do PSG voltou a assustar oito minutos depois com um chute de longa distância que acabou batendo em Milenkovic.

Aos 21 minutos, foi a vez de Casemiro arriscar, mas Milinkovic-Savic defendeu em dois tempos.

A Sérvia, fechada com três zagueiros e dois volantes, tentava dar o troco em escassos contra-ataques que não assustaram Alisson.

Aos 27 minutos, Thiago Silva deu um ótimo lançamento para Vini Jr., que entrou na área em velocidade. Mas Milinkovic-Savic saiu bem do gol e conseguiu tirar a bola dos pés do atacante do Real Madrid.

Vini Jr., o mais perigoso dos atacantes do Brasil no primeiro tempo, foi mais uma vez lançado pela esquerda aos 40 minutos, ganhou a disputa com Milenkovic, mas na hora de finalizar foi travado pelo marcador sérvio, que se recuperou no lance.

- Richarlison brilha, Ney se machuca -

Na volta do intervalo, sem mudanças na equipe, o Brasil não demorou para mostrar que o segundo tempo seria diferente.

Logo no primeiro minuto, em uma jogada rápida, Raphinha roubou a bola na entrada da área e ficou cara a cara com Milinkovic-Savic, mas o goleiro fez uma boa defesa, salvando a Sérvia.

Aos 3 minutos, Gudelj cometeu uma falta em Neymar na entrada da área e recebeu cartão amarelo. O próprio craque, apagado no jogo até então, cobrou, mas a bola bateu na barreira e saiu pela linha de fundo.

O Brasil insistia e acumulava boas chances de gol. Richarlison e em seguida Neymar quase marcaram, mas o 'pombo' foi travado pela marcação, enquanto o craque do PSG mandou a bola para fora.

Alex Sandro, com mais espaço para apoiar, também tentou a sorte em um belo chute de fora da área, mas a bola foi parar na trave.

O gol brasileiro parecia questão de tempo e ele veio aos 16 minutos, quando Vini Jr. aproveitou uma boa jogada de Neymar na entrada da área e chutou forte. O goleiro sérvio espalmou e Richarlison apareceu livre e só precisou empurrar para o fundo da rede.

Com a abertura do placar, a Sérvia precisou desistir da retranca em busca de um empate, mas acabou deixando mais espaços para o Brasil, que não demorou para ampliar o marcador, novamente com Richarlison.

O atacante do Tottenham recebeu ótimo passe de Vini Jr., ajeitou para o alto e deu um voleio espetacular, marcando talvez o gol mais bonito da Copa até o momento.

"No intervalo eu falei que só precisava de uma bola para finalizar e essa bola chegou. Durante a semana eu falei que era difícil furar o bloqueio deles. Eu estou acostumado a jogar esse tipo de jogo lá na Inglaterra, onde as equipes jogam um pouco fechadas, então a oportunidade que eu tivesse eu sabia que ia ter que guardar", analisou o artilheiro após a partida.

O 2 a 0 foi um baque para os sérvios, que viram o Brasil dominar completamente o jogo, tanto que o técnico Stojkovic optou por tirar o atacante Mitrovic para colocar o volante Maksimovic em campo, claramente preocupado em não sofrer uma goleada, que poderia ser fatal na briga por uma vaga nas oitavas de final.

Do lado brasileiro, a parte final do jogo só foi preocupante pela situação de Neymar, que torceu o pé após sofrer um carrinho e precisou ser substituído.

No banco, o craque da Seleção foi flagrado chorando de dor enquanto aplicava gelo na região machucada, e já preocupa para o próximo jogo, contra a Suíça na segunda-feira (28).

amm/am