Brasil vence Paraguai (2-0) e mantém campanha 100% nas Eliminatórias para Copa de 2022

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
O craque brasileiro Neymar domina a bola diante do paraguaio Gastón Gimenez no jogo entre as duas seleções nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022 em 8 de junho de 2021 em Assunção
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Com grande atuação de Neymar, que marcou um gol e deu uma assistência para o outro, o Brasil venceu o Paraguai por 2 a 0 em Assunção na noite desta terça-feira e manteve sua campanha 100% nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Catar-2022, com seis vitórias em seis jogos.

O craque do Paris Saint-Germain abriu o placar aos 4 minutos com um toque curto e deu o passe para Lucas Paquetá fazer o segundo nos acréscimos (90+3) em partida disputada no estádio Defensores del Chaco, em Assunção.

Neymar atormentou a defesa paraguaia durante toda a partida e levou o Brasil à sua primeira vitória oficial sobre o Paraguai em Assunção desde 1985.

"Esse era o objetivo que viemos buscar aqui (...) Creio que foi uma partida de alto nível, gostei muito, a seleção paraguaia cresceu muito nos últimos tempos", disse o zagueiro brasileiro Marquinhos após o jogo.

Com este sexto triunfo consecutivo, o Brasil lidera com folga as Eliminatórias com 18 pontos, seguido de longe pela Argentina, que tem 12.

Já o Paraguai, que sofreu sua primeira derrota neste torneio classificatório, fica com 7 pontos, na sexta colocação, atrás do Equador, terceiro com 9, Uruguai e Colômbia, quarto e quinto com 8 pontos cada.

- Noite de Neymar -

O Paraguai havia tentado surpreender no início com uma forte pressão no campo brasileiro mas essa tática se mostrou suicida, já que aos 4 minutos Neymar recebeu completamente livre um passe da direita de Gabriel Jesus na área e não teve nenhuma dificuldade para abrir o placar.

Os paraguaios acusaram o golpe e permitiram outras duas incursões perigosas de Jesus e Neymar, apoiado atras por Casemiro.

Aos 7 minutos, o Paraguai poderia ter empatado com um chute do lateral-esquerdo Omar Alderete que o goleiro Ederson milagrosamente desviou para escanteio.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Brasil conduziu a bola com tranquilidade diante de um Paraguai retraído e criando poucas jogadas ofensivas.

Para o segundo tempo, o técnico Tite trocou Fred (que havia recebido um cartão amarelo) por Lucas Paquetá, que marcaria o segundo gol da partida.

Aos 54 minutos, o zagueiro Marquinhos, cabeceou para fora uma bola que tinha endereo certo no momento em que o gol paraguaio estava desguarnecido.

Aos 58 minutos, o goleiro Silva, do Paraguai, espalmou um chute de Richarlison da esquerda.

O Brasil manteve a posse de bola diante de um adversário que mostrava cansaço em sua tentativa de equilibrar o ritmo de jogo.

Aos 63, Neymar perdeu o segundo gol do Brasil após um erro de Villasanti que lhe entregou a bola. Seis minutos depois, foi Richarlison quem perdeu a chance de ampliar.

A 'Albirroja' pressionou nos últimos minutos em busca do empate. Veio uma série de arremessos e tiros livres, um dos quais, aos 86 minutos, foi defendido por Ederson.

O goleiro pegou a bola que ia na direção do ângulo em um chute do zagueiro Alberto Espínola.

Porém, Neymar acelerou nos últimos minutos. Seu último presente foi um passe do meio para a direita que encontrou Lucas Paquetá bem posicionado. O jogador do Lyon mandou para o fundo das redes em um chute cruzado.

hro/ma/ma/cl/aam