Brasil tenta conter euforia e confirmar vaga diante do Paraguai

Com sete vitórias em sete jogos disputados sob o comando do técnico Tite nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, o Brasil está preocupado em conter a euforia gerada pelo bom momento para seguir em alta. Um novo resultado positivo diante do Paraguai, a partir das 21h45 (de Brasília) desta terça-feira, em Itaquera, poderá sacramentar um lugar no Mundial da Rússia.

Líder disparado da competição sul-americana e com a sua vaga virtualmente assegurada, somando 30 pontos, o Brasil precisa que o quinto colocado Equador e o sexto Chile, com 20 cada, percam para Colômbia e Venezuela, respectivamente, para obter a classificação matemática. O Paraguai totaliza 18 e aparece na sétima posição.

Para colaborar com o ambiente favorável, o Brasil conquistou uma vitória contundente na última quinta-feira – 4 a 1 sobre o Uruguai, de virada, no tradicional Estádio Centenário. “O time vem jogando bem, ganhando os jogos. Tudo isso traz a confiança de volta para os torcedores, a imprensa e os jogadores. Assim, estamos mais à vontade dentro de campo”, celebrou o meia Philippe Coutinho.

Tite quer que a vontade dos seus atletas siga inabalável, mesmo diante de um adversário teoricamente mais fácil do que o Uruguai, dentro de casa. “Nenhum jogo é igual ao outro. O Uruguai luta muito, e o Paraguai propõe um pouco mais a partida. O Arce é um técnico que conhece muito bem o futebol brasileiro. Estamos em um grande momento, mas devemos lembrar que tivemos confrontos difíceis com eles recentemente”, alertou o zagueiro Marquinhos.

Atento às dificuldades que os paraguaios poderão oferecer como visitantes, Tite fez questão de se mostrar ainda mais cauteloso nesta semana. O treinador se irritou por ter visto as suas jogadas ensaiadas descritas na internet e resolveu comandar treinamentos fechados no domingo e na segunda-feira, em Itaquera.

Ainda assim, não há mistério em relação à formação brasileira. A única novidade do time titular será a presenças do lateral direito Fagner no lugar do suspenso Daniel Alves (Mariano foi chamado às pressas para compor o banco de reservas). No comando do ataque, Roberto Firmino reclamou de uma inflamação na garganta na véspera do jogo, mas não cederá lugar a Diego Souza.

Para Fagner, a oportunidade de jogar será ainda mais especial por se tratar de um compromisso em Itaquera, caso do seu clube, o Corinthians. “Quero deixar a pressão de lado e curtir esse momento de defender o Brasil em um estádio que conheço, com a minha família podendo estar presente”, sorriu o jogador, rodeado de ex-corintianos. Além de Tite e de membros de sua comissão técnica, o goleiro Weverton, os zagueiros Marquinhos e Gil, o volante Paulinho e os meias Renato Augusto e Willian estão na Seleção.

Pelo Paraguai, o representante do Corinthians é o atacante Ángel Romero, reserva. E, se a Seleção Brasileira é comedida com o enfrentamento em Itaquera, ele e os seus companheiros são ainda mais. “O Brasil vem ganhando de todo o mundo. Logicamente, está com a confiança em alta. Precisaremos bloquear os espaços e forçá-los aos erros. Os brasileiros não gostam de marcação próxima e isso favorece os adversários, principalmente quando estão sendo empurrados ao ataque pelos torcedores”, analisou o técnico Arce, que defendeu Grêmio e Palmeiras enquanto lateral direito.

FICHA TÉCNICA

BRASIL X PARAGUAI

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 28 de março de 2017, terça-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Víctor Carrillo (Peru)

Assistentes: Jonny Bossio e Coty Carrera (ambos do Peru)

BRASIL: Alisson; Fagner, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho, Renato Augusto e Neymar; Roberto Firmino

Técnico: Tite

PARAGUAI: Antony Silva, Bruno Valdez, Paulo da Silva, Marcos Cáceres e Junior Alonso; Cristian Riveros, Rodrigo Rojas, Víctor Cáceres e Derlis González; Cecilio Domínguez e Dario Lezcano

Técnico: Francisco Arce