Brasil-RS tem dois gols anulados pelo VAR e empata com Remo pela Série B

·5 minuto de leitura


Brasil de Pelotas e Remo ficaram no empate por 1 a 1 em jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A partida que aconteceu na noite desta sexta-feira (27), no Rio Grande do Sul, deixou ambas equipes na segunda parte da tabela e ficou marcada pela interferência do VAR no placar, uma vez que a equipe xavante teve dois gols anulados - um por impedimento e outro por falta - além de uma expulsão no segundo gol revisado.

O gol xavante foi marcado pelo atacante Erison enquanto o também atacante Lucas Tocantins igualou o marcador pelo Leão e deu números finais ao placar.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

O empate dentro de casa tirou o Brasil de Pelotas da lanterna do Z4 da Série B, chegando aos 14 pontos, para o penúltimo lugar da competição. Cada vez mais distante de sair da zona de rebaixamento, a distância da equipe xavante para o Vila Nova - primeiro time fora do grupo de times rebaixados para a Série C - é de oito pontos.

A igualdade fora de casa estacionou o Remo no meio da tabela da Série B, chegando aos 27 pontos, na 12ª posição. Se por um lado a distância para o Londrina - primeiro time dentro do Z4 - é de sete pontos, a separação para o Guarani - primeiro time dentro do G4 - é de seis pontos.

Primeiro tempo:

A primeira grande chegada do jogo saiu aos 18 minutos e foi dos donos da casa. Após ótimo contra-ataque, Vidal chutou cruzado e obrigou Vinícius a trabalhar para tirar a bola do gol e espalmar para escanteio.

Chegando mais ao ataque, o Brasil de Pelotas abriu o placar aos 29 minutos. Após jogada pela esquerda, Erison abriu para Kevin, que cruzou na medida para o próprio camisa 9 do xavante aparecer livre dentro da área e escorar para o fundo das redes do Remo.

Aos 32 minutos o Brasil chegou novamente. Após sobra de escanteio cobrado pela direita, a bola ficou na entrada da área com Netto, que arriscou para mais uma boa defesa de Vinícius.

Com dificuldades para criar, o Remo chegou ao empate aos 38 minutos. Após ótima jogada de Victor Andrade pela esquerda deixando o 2 no chão, cruzou na medida para Lucas Tocantins subir mais alto que a defesa xavante e igualar o placar em Pelotas. No lance do gol, o centroavante da equipe visitante sofreu um choque de cabeças que causou grande sangramento e obrigou o camisa 9 do Leão a deixar o jogo.

A resposta do Brasil para o gol do Remo saiu logo aos 42 minutos e por muito pouco não teve festa em Pelotas. Após mais um lindo cruzamento pela esquerda, Netto chegou finalizando de primeira cruzado sem chances de defesa para o goleiro Vinícius, porém o VAR flagrou impedimento de Kevin na origem do lance e invalidou o que seria o segundo dos donos da casa.

Segundo tempo:

O primeiro susto para um goleiro na segunda etapa saiu logo com um minuto de jogo. Em jogada pela direita, Netto chutou rasteiro sem muita força e a bola passou muito perto da trave direita da meta do Remo.

Aos dois minutos a equipe xavante chegou novamente e por muito pouco não voltou a comandar o placar. Após ótimo cruzamento, Rildo apareceu livre dentro da área e passou pelo goleiro Vinícius, mas adiantou demais e não conseguiu empurrar a bola para as redes.

Com dificuldades para criar, o Remo chegou aos 12 e 14 minutos respecticvamente assustando o goleiro Matheus Nogueira. Primeiro com Victor Andrade aproveitando cruzamento da esquerda e cabeceando nas mãos do arqueiro xavante e depois com Rafinha, que soltou uma bomba de fora da área para fora do gol.

Aos 20 minutos o Brasil voltaria a comandar o placar com uma pintura. Após roubada de bola no campo de ataque, Rildo ajeitou e chapou com muita categoria no ângulo esquerdo de Vinícius, porém o lance foi revisado pela arbitragem com auxílio do VAR, que anulou o gol por uma falta do camisa 10 xavante em Arthur que ainda resultou no segundo cartão amarelo do autor do golaço.

Tendo um jogador a mais, o Remo saiu para o ataque e quase virou o placar aos 29 minutos. Após cruzamento de Warley pela esquerda, Felipe Gedoz apareceu livre dentro da área e cabeceou tirando tinta da trave esquerda de Matheus Nogueira.

Aos 41 minutos o Remo quase chegou ao segundo gol. Após jogada individual de Jefferson pela direita, a bola chegou para Renan Gorne na entrada da área, que finalizou rasteiro e a bola saiu pela esquerda da meta xavante.

Na luta pela vitória, o Remo foi ao ataque novamente aos 47 minutos e por muito pouco não foi compensado. Após cobrança de falta ensaiada, Gedoz rolou para Marlon soltar uma bomba rasteira. A bola desviou na defesa xavante e por muito pouco não morreu no fundo das redes dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA
BRASIL DE PELOTAS X REMO:


Local: Estádio Bento Freitas, Pelotas (RS)
Data e hora: 27/08/2021 - 19h (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sa (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
​Cartões amarelos: Rildo, Kevin, Vidal (BRA); Warley, Kevem, Igor Fernandes (REM)
Cartões vermelhos: Rildo (BRA), Renan Gorne (REM)

GOLS: Erison (29'/1°T) (1-0), Lucas Tocantins (38'/1°T) (1-1)

BRASIL DE PELOTAS (Técnico: Cléber Gaúcho)

ESCALAÇÃO: Matheus Nogueira; Vidal, Ícaro, Arthur e João Siqueira; Diego Gomes, Rômulo (Bruno Matias, aos 0/2ºT) e Rildo; Kevin (Rone, aos 34/2ºT), Erison (Luiz Fernando, aos 25/2ºT) e Netto.

REMO (Técnico: Felipe Conceição)

ESCALAÇÃO: Vinícius; Warley, Rafael Jensen, Kevem e Igor Fernandes (Marlon, aos 24/2ºT); Anderson Uchoa, Lucas Siqueira (Marcos Júnior, aos 19/2ºT) e Felipe Gedoz; Victor Andrade (Jefferson, aos 24/2ºT), Lucas Tocantins (Rafinha, aos 43/1ºT) e Arthur (Renan Gorne, aos 24/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos