Brasil perde a 2ª no Pré-Olímpico de basquete feminino e se complica

Brasil não resistiu à França no Pré-Olímpico (Foto: Divulgação)
Brasil não resistiu à França no Pré-Olímpico (Foto: Divulgação)


O Brasil acumulou a segunda derrota no Pré-Olímpico de basquete feminino e agora terá de fazer o improvável para se classificar para os Jogos de Tóquio-2020. Neste sábado, as comandadas de José Neto perderam para a França por 89 a 72, em Bourges (FRA).

A única chance que a equipe tem de obter a vaga agora é com um triunfo sobre a Austrália, segunda melhor seleção do mundo, neste domingo, às 10h (de Brasília). Um triunfo do Brasil por qualquer placar classificará o país para os Jogos Olímpicos. Mais cedo, as australianas bateram Porto Rico por 100 a 74.

Na estreia, o time verde e amarelo havia perdido para Porto Rico, no jogo teoricamente mais tranquilo da chave. As brasileiras chegaram a liderar boa parte do confronto, mas sofreram um apagão no segundo tempo. A missão era bem mais complicada diante das donas da casa. A França, número 5 no ranking da FIBA, assegurou a classificação para a Olimpíada com o resultado.

Com 15 pontos, Tati Pacheco foi a cestinha do Brasil. Érika e Mari Dias anotaram oito. Damiris fez sete pontos, com quatro rebotes. Vieram atrás Ramona, Patty, Tainá e Alana, todas com seis pontos. Na França, a cestinha foi Sandrine Gruda, com 26 pontos e oito rebotes. Johannes fez 17 pontos.

De acordo com o regulamento, três das quatro seleções que formam o grupo irão aos Jogos de Tóquio.

– A França é um dos melhores times do mundo e jogamos de igual para igual até o terceiro quarto. No último, deixamos escapar algumas bolas que comprometeram o resultado, mas já estamos pensando no jogo contra a Austrália, que vale a vaga olímpica – disse a armadora Alana.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também