Brasil passeia sobre a Rússia e mantém 100% na Copa do Mundo de vôlei

O Brasil chegou à sua quarta vitória em quatro jogos na Copa do Mundo de vôlei, que está acontecendo no Japão. Nesta madrugada, a Seleção derrotou a Rússia por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/22 e 25/22, e é a única ainda invicta no campeonato. O próximo compromisso é neste domingo, às 2h (de Brasília), contra o Irã, em Nagano.

O oposto Alan foi o maior pontuador do jogo, com 18 acertos, sendo 13 deles de ataque, um de bloqueio e quatro de saque. Bruno, levantador e capitão, fez uma análise do desempenho do Brasil após o duelo.

(Foto: Divulgação/FIVB)'>

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Jogadores do Brasil comemoram quarta vitória e 100% de aproveitamento
(Foto: Divulgação/FIVB)

“Sabíamos das qualidades do time da Rússia, que força muito saque e, como eles erraram muito no primeiro set, isso acabou facilitando um pouco o nosso trabalho. Mas estávamos com bom volume de jogo, sem errar, sabendo trabalhar o nosso ataque contra um bloqueio tão grande como o russo”, avaliou.

O capitão da seleção verde e amarela completou: “No segundo set, o saque começou a entrar, tivemos um pouco mais de dificuldade, mas não perdemos a paciência. No terceiro, estivemos atrás, mas não perdemos a concentração. Eles forçaram o saque, sabendo que era tudo ou nada. E mais uma vez o time se mostrou lúcido e isso é uma qualidade que temos mostrado nesse campeonato”.

Anteriormente, as vitórias da Seleção tinham sido em cima de Canadá, Austrália e Egito. Com o resultado deste sábado, são 12 pontos conquistados, na liderança da tabela composta por 12 equipes. Contra o Irã, será o último duelo na cidade, pois, depois, a Seleção embarca para Hiroshima para uma sequência de seis jogos, contra Argentina, Estados Unidos, Tunísia, Polônia, Japão e Itália.

A competição é a quinta da Seleção Brasileira masculina nesta temporada 2019. Antes, o Brasil disputou a Liga das Nações, os Jogos Pan-Americanos, o Pré-Olímpico e o Campeonato Sul-Americano.

Leia também