Brasil ganha três ouros no Pan-Americano de judô; Rafaela Silva cai na estreia

O Brasil terminou o primeiro dia de disputa do Pan-Americano de judô, disputado no Panamá, na liderança do quadro de medalhas. Eric Takabatake (60 kg), Eduardo Barbosa (73 kg) e Jessica Pereira (57 kg) foram campeões, enquanto Daniel Cergnin (66 kg) e Yanka Pascoalino (63 kg) ficaram com a prata. Stefanie Koyama (48 kg) ganhou a medalha de bronze.

A campeã olímpica Rafaela Silva competiu na categoria até 57 kg, mas acabou eliminada na estreia. A brasileira foi derrotada pela cubana Anaylis Dorvigny no golden score. Além dela, outros dois brasileiros não conseguiram subir ao pódio. Lincoln Neves, ficou em nono na categoria até 73 kg e Tamires Crude foi a sétima colocada na mesma classe de Rafael Silva.

Na final da categoria até 60 kg, Takabatake superou o mexicano Lenin Preciado com um wazari, terminando a competição de forma perfeita, vencendo as quatro lutas que disputou. Na classe até 52 kg, Jessica Pereira, que não era considerada favorita, surpreendeu ao derrotar a mexicana Luz Overa na decisão. No peso até 73 kg, Eduardo Barbosa venceu Eduardo Araujo na luta pela medalha de ouro.

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) não levou os principais judocas do País para a disputa do Pan-Americano. Do atletas que estão no Panamá, somente Rafaela Silva competiu nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Mayra Aguiar e Sarah Menezes, também medalhistas olímpicas, não foram convocadas, assim como outros titulares, como Mariana Silva, Maria Portela, Charles Chibana e Rafael Buzacarini.

O Pan-Americano de judô segue neste sábado, com as lutas judocas de pesos mais pesados. No feminino, entrarão no tatame Millena Silva (70 kg), Samanta Soares (78 kg) e Beatriz Souza (+78 kg). Já no masculino, Eduardo Yudi Santos (81 kg), Gustavo Assis (90 kg), Rafael Macedo (90 kg), Leonardo Gonçalves (100 kg) e Ruan Isquierdo (+100 kg) buscarão o lugar mais alto do pódio.