Brasil e Itália se enfrentam pela 7ª vez na final da Copa do Mundo de Beach Tennis

Marcello Zambrana/DGW


Brasil e Itália confirmaram o favoritismo e vão lutar, neste domingo, a partir das 19h, pelo pentacampeonato e o recorde de títulos na ITF Beach Tennis World Cup, a Copa do Mundo realizada na Praia de Copacabana. Esta será a sétima vez que brasileiros e italianos disputam o título da competição.

A equipe nacional confirmou a vaga ao derrotar a Espanha por 2 a 0 e irá disputar a oitava final. O time é o atual tricampeão mundial somando quatro conquistas ao todo em 2013, 2018, 2019 e 2021. A última derrota foi na final de 2017 para os italianos. Das seis finais até hoje entre os dois países, a Itália venceu em 2012, 2014 e 2017. O Brasil venceu em 2013 , 2018 e 2021.

O Brasil largou com vitória no feminino com Rafaella Miiller e Marcela Vita por um duplo 6/2. No masculino, Allan Oliveira entrou ao lado de André Baran e superaram a dupla do número 1 do mundo, Antomi Ramos e Saulo Tejada, por 6/0 6/1 finalizando o confronto.

"Jogo super tenso, sabíamos que seria duro, elas jogam muito firmes, são bastante agressivas. Hoje treinamos bastante defesa e até falei com a Marcela que aqui não passava nada, conseguimos bastante ritmo e forçamos os erros delas", disse Miiller.

"Nunca tínhamos vencido a dupla masculina da Espanha. Nossos meninos foram fantásticos, focados e com a postura correta. Nós trabalhamos duro para chegar nessa final, comemos areia para isso. Nossos homens e mulheres jogaram muito bem nos momentos importantes", disse o capitão brasileiro Alex Mingozzi.

A Itália venceu a Copa do Mundo em 2012, 2014, 2015 e 2017 e jogará a nona final. O país europeu derrotou a Venezuela por 2 a 0 com vitória de Ninny Valentini e Giulia Gasparri sobre Patrícia Diaz e Andrea Colavita por um duplo 6/2: "Foi uma partida dura por conta do sol e o vento, mas eu e Ninny fizemos uma ótima partida contra elas. Estamos orgulhosas do time para alcançar a final de novo", resumiu Gasparri. Em seguida a vaga veio com vitória na Dupla Masculina com Michelle Cappelletti e Mattia Spoto derrotando Ramon Guedez e Carlos Vigon por 5/7 7/5 10/7 salvando dois match-points.

"Foi no coração. Eles jogaram muito bem no primeiro set, nós conseguimos reverter no coração e no mental", vibrou Cappelletti. Ele colocou o Brasil como favorito: "Brasil ganhou os últimos três anos e é a equipe favorita, Baran e Vini Font jogam juntos por muitos anos, Rafa Miiller uma das melhores do mundo, time com muita experiência, Confederação Brasileira vem investindo e ajudam os jogadores a treinarem mais, estão treinando aqui há uma semana ou dez dias. É a equipe mais preparada".


Spoto lembrou do ano passado onde esteve pela primeira vez na equipe italiana e participou da decisão: "Desta vez será diferente. Melhorei muito. Ano passado joguei com o Garavini, o Cappelletti joga diferente . Temos as ferramentas para ganhar o título. Vamos tentar e esperamos conseguir".


Mingozzi comentou sobre a Itália: "Eles têm os dois melhores do mundo no masculino e feminino, será um duelo muito apertado, mas vamos com tudo em busca desse título".

Todas as finais da Copa do Mundo:

2021 - Brasil 2-0 Itália
2019 - Brasil 2-1 Rússia
2018 - Brasil 2-0 Itália
2017 - Itália 2-0 Brasil
2016 - Rússia 2-1 Itália
2015 - Itália 2-1 Rússia
2014 - Itália 2-0 Brasil
2013 - Brasil 2-1 Itália
2012 - Itália 2-0 Brasil


O dia final do ITF World Beach Tennis Cup terá também a final juvenil entre Itália e Venezuela a partir das 10h e o duelo de 3º lugar entre Espanha x Venezuela a partir das 14h.


Programação Domingo - 13/11:


Quadra Central
10h - Itália x Venezuela - Final juvenil
14h - Espanha x Venezuela - Disputa 3º lugar
19h - Brasil x Itália - Final Profissional