Brasil, Argentina, França... astros do futebol apontam seus favoritos a vencer a Copa

Quem vai erguer a tão cobiçada Copa do Mundo no dia 18 de dezembro em Doha? De Erling Haaland a Lionel Messi, de Robert Lewandowski a Gianluigi Buffon, várias estrelas do futebol, em atividade ou não, deram seus prognósticos, com Brasil, Argentina e França como principais candidatos ao título.

- Messi: "Brasil, França e Inglaterra um pouco acima" -

"Quando falamos de candidatos em cada Copa do Mundo, sempre dizemos os mesmos. Se eu tiver que apontar favoritos, acho que Brasil, França e Inglaterra estão um pouco acima dos demais", disse Messi em entrevista publicada na segunda-feira pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

"Mas a Copa do Mundo é tão difícil e tão complicada que tudo pode acontecer", alertou o capitão da 'Albiceleste'.

- Haaland: "Tantas equipes boas" -

Para o atacante norueguês Erling Haaland, do Manchester City, que assistirá à Copa do Mundo pela televisão, já que seu país não se classificou para o grande evento, "os favoritos devem ser Brasil, Argentina, França e talvez Inglaterra". "Não consigo citar apenas um, porque há tantas equipes boas...".

- Lewandowski: "Argentina de Messi é uma das favoritas" -

"A Argentina, com Messi, é uma das favoritas para vencer a Copa do Mundo", disse o artilheiro polonês do Barcelona em entrevista recente ao jornal espanhol Marca. "Não perdem há 30 jogos, jogam bem e dá para ver que são uma equipe muito boa. Têm um plano, que estão seguindo como grupo", justificou.

Além da Albiceleste, Lewandowski aposta na Alemanha e na Espanha: "Apesar de terem muitos jogadores jovens, ainda são um dos favoritos a vencer a Copa do Mundo. Podem chegar à semifinal ou à final. Estão jogando bem há dois anos e têm potencial", explicou, ao ser questionado sobre a Roja.

Quanto à 'Mannschaft', comandada por Hansi Flick, que foi seu treinador no Bayern de Munique, o polonês garantiu: "É um treinador incrível e com ele a Alemanha pode fazer grandes coisas neste Mundial".

- Desailly: "França tem chances" -

Campeão mundial em 1998 com os 'Bleus' Marcel Desailly acredita que a França tem chances de manter o título conquistado na Rússia há quatro anos, mas para isso precisa "quebrar a espiral negativa", algo que sua geração fez mas não soube repetir em 2002.

"Não sabíamos como administrar a pressão com as lesões de (Zinedine) Zidane, (Thierry) Henry e (Robert) Pires. Quando você entra nesse tipo de espiral, tudo desmorona rapidamente".

"O Brasil tem um time muito forte, tanto no nível individual quanto no coletivo. A Argentina também. Mas nenhuma seleção sul-americana conquista o título desde 2002. Eles vão querer uma revanche. Os ingleses talvez estejam um pouco verdes. Holanda e Espanha jogam bem. Há um bom número de boas equipes, mas a França continua sendo a favorita", acrescentou numa recente entrevista à AFP.

- Cafu: "O momento perfeito para o Brasil -

O último capitão brasileiro a erguer o maior troféu do futebol, na Copa da Coreia do Sul e Japão de 2002, espera ver as grandes seleções sul-americanas acabarem com a supremacia recente da Europa.

"Catar é uma grande oportunidade para quebrar esse domínio europeu. Esse é o momento certo da Seleção Brasileira quebrar esse tabu de conquistar o título. Tanto a Argentina como o Brasil são duas seleções favoritíssimas", declarou Cafu recentemente em entrevista à AFP.

"O Brasil vem de uma temporada muito boa, em termos de jogos. A Argentina tem um time muito bom também. Vejo duas seleções com grande potencial para vencer a Copa do Mundo", acrescentou.

- Para Buffon, Argentina e Brasil estão "muito fortes" -

"Vejo a Argentina e o Brasil muito fortes", disse à AFP Gianluigi Buffon, goleiro da seleção italiana campeã mundial de 2006, que ficou de fora da Copa do Catar.

"No nível individual, a França me parece o único país europeu que pode competir, mas como equipe não sei. E talvez a Bélgica, porque gosto muito do (Thibaut) Courtois", acrescentou o lendário goleiro, detentor do recorde de jogos com a seleção 'Azzurra' (176) e que se aposentou da Nazionale em 2018.

- Eto'o: "Camarões vai vencer a final" -

O único que sai dessas previsões gerais é o ex-atacante Samuel Eto'o, hoje presidente da Federação Camaronesa de Futebol, que vislumbra uma final 100% africana... apesar do fato de que nunca uma seleção africano conseguiu passar das quartas de final em uma Copa do Mundo.

"Camarões vai vencer a final da Copa do Mundo de 2022 contra o Marrocos", disparou Eto'o com sua convicção de sempre em entrevista divulgada pelos organizadores. "Ao longo dos anos, as seleções africanas ganharam cada vez mais experiência e acredito que estão preparadas não só para participar de uma Copa do Mundo, mas também para vencer a competição."

bur-jed/ep/mcd/psr/aam