Brasil é tetracampeão da Copa do Mundo de Beach Tennis

·4 minuto de leitura


O Brasil brilhou neste domingo, derrubou a Itália e conquistou o tetracampeonato da ITF Beach Tennis World Cup, a Copa do Mundo da modalidade, realizada pela primeira vez na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

O Brasil brilhou neste domingo, derrubou a Itália e conquistou o tetracampeonato da ITF Beach Tennis World Cup, a Copa do Mundo da modalidade, realizada pela primeira vez na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

A equipe comandada por Alex Mingozzi superou o time europeu por 2 a 0 com vitórias nas duplas femininas e na dupla masculina e igualou os próprios italianos como maiores campeões da Copa do Mundo de Beach Tennis. Esta é a terceira conquista seguida do Brasil que venceu as edições de 2018 e 2019 realizada em Moscou, na Rússia. A equipe tem ainda um título conquistado em 2013.

A noite começou com forte chuva e uma grande vitória de Rafaella Miller, número 2 do mundo, e Marcela Vita, 12ª colocada, por 2 sets a 0, com um duplo 6/3 sobre a número 1 do mundo, Giulia Gasparri, e Ninny Valentini, 7ª colocada. Foi apenas a terceira derrota em 33 jogos da dupla italiana na temporada.

Na sequência, André Baran, 6º, e Vinicius Font, 8º, superaram a lenda Marco Garavini, 9º colocado e tricampeão do mundo por equipes com a Itália, e o jovem Mattia Spoto, 11º, por 2 sets a 0 com um duplo 7/5.

Vinicius Font, que disputou a primeira edição com o Brasil em 2012 e ergue sua quarta taça, se emocionou a todo momento após a conquista e descreveu o sentimento: "É completamente fantástico o que estou sentindo, difícil de descrever. Estive desde a primeira Copa do Mundo até agora e se imaginasse achava que estaria vendo (como espectador) e não jogando. E venci a partida final, é inacreditável, estou muito feliz. Só quero que o Beach Tennis siga crescendo e que a Copa do Mundo fique muito tempo aqui no Brasil. A partir de agora o Brasil é a casa do Beach Tennis."

André Baran era só emoção. Vencedor pela primeira vez em 2019, ele levantou o segundo caneco e agora em casa, gostinho especial: "Muito emocionante, lutamos muito por esse momento e aconteceu. Brasil tetracampeão. Agora é comemorar demais."

Rafaella Miller destacou a força da dupla com Marcela Vita para vencer o primeiro ponto diante da dupla que era praticamente imbatível no ano: "É muito, muito, muito emocionante, vai ficar marcado pro resto da vida, não imaginava que poderia chegar nessa dimensão", contou a paranaense.”

"Foi um título muito difícil pelas pressões, expectativas gigantescas. As pessoas achavam que seríamos favoritos, mas olhando pelo ranking não era bem assim a dupla feminina delas é a melhor. É uma conquista gigantesca, enorme. Me sinto muito bem apesar que os adversários são os italianos, meus irmãos, quando toca o hino pra mim é difícil já que toda minha vida representei a Itália, mas agora meu coração é brasileiro, minha família é brasileira, quero conquistar mais títulos pelo Brasil. Escrevemos mais uma página dessa linda história", disse o capitão Alex Mingozzi, italiano radicado em Porto Alegre (RS).

Ele levantou seu terceiro título pelo Brasil como capitão. Com o empate do time nacional com os italianos em quatro canecos agora ele sentenciou: "Com certeza o Brasil é o país do Beach Tennis.”

O dia teve ainda a disputa do terceiro lugar com a Espanha fazendo 2 a 0 na Rússia e finalizando a competição com o terceiro lugar com a medalha de Bronze.

Alexei Selivanenko, presidente do Comitê de Beach Tennis da Federação Internacional de Tênis elogiou a realização da competição inédita em solo brasileiro: "Certamente o Brasil está associado ao Beach Tennis. O que vimos aqui foram centenas de pessoas jogando na praia. Isso mostra que temos um futuro brilhante para nosso esporte. A qualidade dos jogos, dos juvenis e o interesse do público é fantástico. Brasil certamente é um dos líderes do Beach Tennis e continuar a organizar esse nível de evento significa que o esporte vai se desenvolver mundo à fora, mas certamente o Brasil é o líder nisso."

Campeões Mundiais do Beach Tennis:

2021 - Brasil

2019 - Brasil

2018 - Brasil

2017 - Itália

2016 - Rússia

2015 - Itália

2014 - Itália

2013 - Brasil

2012 - Itália

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos