Boxeador mexicano diz que se empolgou e pede desculpas a Messi após ameaça

Canelo Álvarez (calção vermelho) em luta de boxe em Las Vegas, nos Estados Unidos

(Reuters) - O boxeador mexicano "Canelo" Álvarez se desculpou por ameaçar publicamente Lionel Messi depois de ter ficado ofendido com um vídeo do vestiário da seleção argentina que parecia mostrar o craque afastando com o pé uma camisa da seleção mexicana no chão.

Messi marcou na vitória da Argentina por 2 x 0 sobre o México na Copa do Mundo no sábado e Álvarez, que tem 2,2 milhões de seguidores no Twitter, disse que o atacante "deveria pedir a Deus que eu não o encontre" por ter se ofendido com o vídeo.

Nesta quarta-feira, no entanto, Álvarez tuitou que se empolgou e pediu desculpas a Messi e ao povo argentino.

“Nos últimos dias me deixei levar pela paixão e amor que sinto pelo meu país e fiz comentários que não cabem", disse.

"Quero me desculpar com Messi e com o povo argentino."

Messi, de 35 anos, ainda não comentou as declarações de Álvarez, mas o capitão mexicano na Copa do Mundo, Andrés Guardado, defendeu o atacante dizendo que o vídeo não mostrava nada fora do comum.

O México acabou eliminado da Copa do Mundo nesta quarta-feira, enquanto a Argentina avançou para as oitavas de final.

(Reportagem de Angelica Medina, na Cidade do México)