Boxe vai na contramão das modalidades e deve reeleger presidente russo

Umar Kremlev deve ser reeleito como presidente da Associação Internacional de Boxe. Foto: Maksim Konstantinov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Umar Kremlev deve ser reeleito como presidente da Associação Internacional de Boxe. Foto: Maksim Konstantinov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Enquanto diversos esportes anunciam sanções aos atletas russos por conta dos ataques à Ucrânia, o boxe deve passar por uma situação diferente nesta semana, já que a problemática organização que rege a disciplina amadora está prestes a reeleger um russo para sua presidência.

Umar Kremlev é o favorito para manter seu lugar como presidente da Associação Internacional de Boxe (IBA) em uma eleição marcada para sexta-feira (13).

Leia também:

Por conta dos acontecidos nos últimos meses, muitos questionavam a sequência de Kremlev, eleito pela primeira vez para o cargo em dezembro de 2020.

Kremlev tem proximidade com Vladimir Putin e tem conversando com o presidente russo. Imagens de vídeo feitas nos Jogos Europeus de 2019 em Minsk mostram os dois em uma conversa descontraída do lado de fora de um dos locais do evento.

Kremlev, que está sendo desafiado pelo holandês Boris van der Vorst, basicamente salvou o boxe amador de falir depois de assinar um lucrativo acordo de patrocínio com a estatal russa Gazprom em 2021, que permanece em vigor apesar de outras organizações esportivas e clubes - como UEFA e Schalke - abandonando seus acordos com o grupo patrocinado pelo Kremlin em resposta à guerra na Ucrânia.

Já a entidade do boxe não deu nenhuma indicação de que planeja seguir o exemplo.

Enquanto os boxeadores russos e bielorrussos estão atualmente proibidos de competir em eventos da IBA em resposta à invasão da Ucrânia por Putin, permanecem preocupações com a falta de ação tomada pela IBA em relação à posição do Kremlev e ao acordo da Gazprom.

A eleição iminente do Kremlev é a mais recente crise para o IBA, que ainda está se recuperando do escândalo de corrupção e manipulação no torneio olímpico de boxe no Rio 2016, cinco anos após o evento.

Além disso, o boxe ainda está lutando para manter seu lugar nas Olimpíadas, com a IBA lutando para ser restabelecida como o órgão olímpico do esporte a tempo de Paris 2024.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos