Bottas domina primeiro dia de treinos livres en Portugal

Jean-Louis DOUBLET
·2 minuto de leitura
Carro da equipe Haas, pilotado pelo francês Romain Grosjean, durante treino no circuito do Algarve, em Portugal
Carro da equipe Haas, pilotado pelo francês Romain Grosjean, durante treino no circuito do Algarve, em Portugal

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, dominou o primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, marcando o melhor tempo em cada uma das duas sessões, nesta sexta-feira no circuito do Algarve. 

Seu companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton, foi apenas o oitavo no fim do dia, tendo feito o segundo melhor tempo na primeira sessão. O atual líder do campeonato atribuiu essa diferença às mudanças nas configurações de seu carro. 

O inglês pretende estabelecer em Portugal um novo recorde de vitórias na F1, com 92 corridas vencidas. Até agora, ele compartilha o recorde (91) com o ex-piloto alemão Michael Schumacher.

A segunda sessão de treinos desta sexta-feira foi marcada por duas interrupções, a primeira para retirar o Alpha Tauri do francês Pierre Gasly, que pegou fogo, e a segunda após um acidente entre Max Verstappen (Red Bull) e Lance Stroll ( Racing Point). 

Os dois pilotos bateram enquanto o holandês tentava ultrapassar o canadense no final da grande reta do circuito. 

Verstappen ficou muito revoltado, segundo a rádio a bordo, mas os dois foram convocados pelos comissários no final da sessão para darem explicações sobre o incidente. 

Todos os pilotos e equipes estão estreando no circuito português, que integra pela primeira vez o calendário do campeonato de Fórmula 1 como medida de emergência após a reformulação da programação de provas devido à pandemia covid-19. 

A pista foi bem avaliada pelos pilotos, embora alguns tenham destacado o número de curvas sem visibilidade. 

“É um circuito muito difícil, que apresenta muitos desafios. As ondulações são incríveis, há muitos lugares onde você não vê para onde está indo. Na curva 8, por exemplo, você só vê o céu e não sabe o que há do outro lado da colina", afirmou Hamilton, que também considerou que a superfície muito lisa favorece a perda de controle dos carros, fato que ocorreu várias vezes nesta sexta-feira.

- Novos pneus -

Os dois treinos foram realizados com tempo bom e seco, que deve permanecer no sábado para a sessão de classificação. Já a corrida no domingo, no entanto, pode ser marcada pelo aparecimento de vento e chuva. 

A segunda sessão serviu de teste para os pneus que a marca italiana Pirelli, fornecedora de todos os participantes, pretende usar no próximo ano. 

O objetivo é reduzir o desgaste dos pneus, que tem sido um elemento decisivo em várias corridas desta temporada. 

Se vencer a corrida de domingo, Hamilton, além de estabelecer um novo recorde de vitórias na F1, dará mais um passo em direção ao sétimo título mundial. 

O britânico chega ao Algarve com 69 pontos à frente de Bottas, faltando seis corridas para o final da temporada. A Mercedes, que tem dominado o Campeonato Mundial desde a introdução de motores híbridos em 2014, também pode ganhar um sétimo título de construtores consecutivo.

jld/dlo/dr/lca