​Botafogo tenta diminuir luvas e valor a 'curto prazo' de Rafael e espera que reunião seja definitiva por reforço

·2 minuto de leitura


O Botafogo terá uma reunião decisiva para as pretensões de contar com Rafael. Nesta segunda-feira, membros da diretoria do clube vão conversar, de forma virtual, com o jogador e seus empresários. Com valores já colocados na mesa, a expectativa é que o encontro seja definitivo - para uma resposta positiva ou negativa ao Alvinegro.

+ Felipe Neto e Marcelo Adnet se disponibilizam em ajudar Botafogo a pagar luvas de Rafael: 'Conte conosco'

Na noite de sexta-feira, o Botafogo oficializou uma proposta a Rafael. O lateral-direito retornou com uma contraproposta no dia seguinte e, desde então, o clube de General Severiano analisa os números. A reunião servirá para as duas partes tentarem chegar em um consenso.

As luvas, mais uma vez, são o principal entrave para o negócio. O valor inicial de comissão que seria dividido entre o atleta e os empresários era de R$ 1 milhão. O clube, na proposta que realizou, diminuiu este valor - Rafael, na resposta, pediu um pouco mais, mas ainda longe dos primeiros números do negócio por entender a realidade financeira do Glorioso.

Os valores de salários estão praticamente acordados. Caso feche, Rafael vai ganhar um vencimento dentro da realidade financeira do clube até o final da atual temporada. O valor vai aumentar para os próximos dois caso o Alvinegro suba para a Série A do Brasileirão, mas ainda longe de ser algo astronômico.

O problema mesmo é o valor a ser pago a "curto prazo", no ato da contratação. O Botafogo não tem condições de levantar a verba para quitar as luvas e fará, como o CEO Jorge Braga anunciou em uma nota, todos os movimentos com cuidado pensando na saúde financeira do clube.

+ Pupilo de Sir Alex Ferguson, torcedor de berço e recusa ao Flamengo: quem é Rafael, alvo do Botafogo

Qualquer tipo de loucura está fora de cogitação, até porque a diretoria prometeu que colocaria a responsabilidade financeira acima de tudo, mesmo entendendo que a oportunidade de contratar um jogador do calibre de Rafael é difícil de ser ignorada.

Membros da diretoria acreditam que uma conversa "olho no olho" pode ajudar Rafael a diminuir ainda mais esta quantia a ser recebida a curto prazo. Além disto, ainda há a possibilidade de o lateral-direito receber, caso a contração se concretize, parte dos valores das ações comerciais - vendas de camisas, produtos e sócio-torcedor - que envolvam o seu nome.

A reunião, portanto, é decisiva para saber se o futuro de Rafael será mesmo no clube de coração. O Botafogo já afirmou publicamente que gostaria de contar com o jogador, mas quer que a chegada se adeque ao orçamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos