Botafogo tem interino definido e volta à estaca zero na busca por novo treinador

·1 minuto de leitura

Um técnico. É disso que o Botafogo precisa. Agora, está difícil encontrar um nome que tenha as características desejadas e que, ao mesmo tempo, se enquadre na política financeira do clube.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Depois que Lisca disse "não", a diretoria voltou praticamente à estaca zero no processo de escolha do profissional. A informação que se tem é de que três treinadores estão na "lista" dos cartolas - restaria saber quais. Desde a demissão de Marcelo Chamusca, na terça-feira, falou-se, por exemplo, em Eduardo Baptista, do Mirassol, e até Maurício Souza, auxiliar no Flamengo. Antônio Carlos Zago, que também foi citado, acabou anunciado pelo Bolívar-BOL, e Dorival Júnior, no mercado, chegou a ser procurado, mas as conversas não evoluíram.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Por enquanto, Ricardo Resende, do sub-20 comanda a equipe de forma interina, com Lúcio Flávio seguindo como seu auxiliar. O próximo jogo do Fogão na Série B é sábado, contra o Brusque, em Santa Catarina. No momento, o clube aparece apenas na 12ª colocação com 13 pontos, seis a menos que Goiás, que hoje estaria garantindo a última vaga na elite nacional para 2022.

Para mais notícias do Botafogo, clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos