Botafogo tem histórico positivo contra rivais equatorianos em torneios continentais

Botafogo e Barcelona (EQU) entram em campo nesta quinta-feira pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Bons resultados do Alvinegro podem gerar confiança

Se tem um time que sabe como dar a volta por cima é o Botafogo. A campanha do início do Campeonato Brasileiro de 2016 foi uma das piores da história do clube. O Alvinegro pouco respirava e via o rebaixamento cada vez mais próximo. Para consertar a atuação da equipe, Jair Ventura, ainda sem experiência com times profissionais, assumiu o comando e ajudou o Botafogo a deixar a zona de rebaixamento e ficar entre os seis melhores da competição.

A alavancada que o time de General Severiano deu nas rodadas finais do torneio nacional rendeu vaga para as partidas classificatórias que antecedem a fase de grupo da Libertadores. Para chegar na etapa principal, o Alvinegro eliminou o Colo-Colo com o placar final de 3 a 2. Mais tarde bateu o Olimpia, nos pênaltis e, finalmente chegou à fase de grupos. Das duas partidas que disputou, voltou para o Rio de Janeiro com a vitória e 100% de aproveitamento.

Nesta quinta-feira, o Botafogo vai ao Equador para encarar o Barcelona de Guayaquil e a fonte de confiança da torcida do Glorioso vem de um histórico de vantagens que o clube carioca tem sobre os equatorianos.

A estreia contra times equatorianos foi em um amistoso realizado em 1954, contra o Valdez. Fora de casa, o Fogão empatou por 2 a 2. Na década de 60, duas goleadas marcaram a história do time alvinegro. A primeira foi em 1961, quando o Combinado de Pichincha perdeu por 5 a 0. Dois anos depois seria a vez de o Glorioso vencer o Barcelona de Guayaquil pelos mesmos 5 a 0.

Anos mais tarde, em 2009, Botafogo e Emelec disputavam as oitavas de final da Copa Sul-Americana e o clube carioca levou a melhor ao eliminar os equatorianos por 3 a 2 (placar final) e garantir vaga nas quartas.

A última vez que o Botafogo enfrentou um time do Equador foi na Libertadores de 2014. Na primeira partida contra o Deportivo Quito, os alvinegros perderam por 1 a 0 em casa. Rivais já davam o time como eliminado, mas foi no Maracanã que a classificação veio na vitória por 4 a 0. No final do dia 5 de fevereiro de 2014, o Botafogo comemorava a permanência, totalizando um placar de 4 a 1 em cima dos equatorianos.

O primeiro confronto contra uma equipe de lá em 2017 promete ser acirrado. Ambos dividem a liderança do Grupo 1, com seis pontos. Para voltar para General Severiano com tranquilidade na competição, o Botafogo tem a missão de vencer o Barcelona (EQU) e abrir três pontos de vantagem contra o adversário na tabela.


Veja histórico de partidas entre Botafogo e clubes equatorianos:

12/08/1954 – Valdez 2 x 2 Botafogo – (Guayaquil)

06/01/1960 – LDU Quito 2 x 1 Botafogo – (Quito)

19/02/1961 – Combinado de Pichincha 0 x 5 Botafogo – (Quito)

16/01/1963 – Barcelona de Guayaquil 0 x 5 Botafogo – (Guayaquil)

11/10/1970 – Barcelona de Guayaquil 1 x 2 Botafogo – (Guayaquil)

27/04/1988 – Seleção do Equador 2 x 2 Botafogo – (Quito)

23/09/2009 – Botafogo 2 x 0 Emelec – Engenhão (Rio de Janeiro)

30/09/2009 – Emelec 2 x 1 Botafogo – George Capwell (Guayaquil)

29/01/2014 – Deportivo Quito 1 x 0 Botafogo – Olímpico Atahualpa (Quito)

05/02/2014 - Botafogo 4 x 0 Deportivo Quito - Maracanã (Rio de Janeiro)


































E MAIS: