Botafogo supera desfalques e consegue 1ª vitória fora de casa na Série B na estreia de Enderson

·2 minuto de leitura


Não foi a estreia dos sonhos para o técnico Enderson Moreira, mas o Botafogo fez o suficiente para voltar ao Rio de Janeiro com três pontos na bagagem. A vitória por 1 a 0 sobre o Confiança, no último sábado, pela 14ª rodada da Série B, foi o primeiro triunfo da equipe fora de casa neste Brasileirão.

+ Análise: Botafogo joga mal, mas pouco importa. Os três pontos eram necessários pelo momento

Esta, por si só, é uma marca que deve ser comemorada. O Alvinegro também deixou uma sequência de cinco jogos sem vencer - dois empates e três derrotas - para trás. A distância para o G4, contudo, ainda é considerável: sete pontos separam até o Goiás, primeiro clube na zona de classificação à elite brasileiro.

Contra o Confiança, o Botafogo sofreu mais do que o esperado, principalmente no segundo tempo. A expulsão de Warley - que fez bom jogo, apesar do cartão - foi determinante para tal: o Dragão pressionou demais pelo gol de empate, mas o goleiro Diego Loureiro estava em tarde inspirada.

+ ATUAÇÕES: Diego Loureiro e Romildo garantem vitória do Botafogo sobre o Confiança

Taticamente, ainda não deu para notar um grande impacto de Enderson Moreira, natural, já que o treinador chegou ao Alvinegro na quarta-feira. Com dias de atividades, a tendência era que muita coisa não mudasse.

Dois pontos, porém, foram fundamentais: o técnico, quando tinha a bola no campo de defesa, optou por uma saída de três com Mezenga, Gilvan e o lateral-direito Daniel Borges. Com Chamusca, era Guilherme Santos, lateral do lado oposto, quem participava dessa parte do jogo, mas o camisa 88 apresentava dificuldade para sair jogando de forma curta.

+ Veja a tabela da Série B

O meio-campo formado por Barreto, Romildo e Marco Antônio, porém, não funcionou - o que colocou em xeque a formação da saída de bola. A trinca não se apresentou para receber a bola em uma posição recuada do campo, o que dificultou o Botafogo a dar prosseguimento em qualquer jogada.

Quando chegou ao ataque, o Botafogo buscou "isolar" Diego Gonçalves com apenas um marcador do Confiança - de preferência Marcelinho, o lateral-direito, para aproveitar a vantagem de altura do atleta alvinegro - que, por acaso, desperdiçou boa chance de cabeça. Para isso, o time ficava trocando passes pelo lado direito até atrair boa parte da defesa adversária e, então, rapidamente virava o jogo.

+ Enderson Moreira analisa partida do Botafogo e comemora: 'O mais importante era garantir a vitória'

Dos males, o menor. O Botafogo não jogou bem, mas a avaliação, diante do contexto, passa inteiramente pelo resultado. A vitória foi importante para o time derrubar dois jejuns e tentar se recuperar na tabela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos