Botafogo sua, mas derrota Volta Redonda em jogo acirrado no Carioca

Marçal celebra um dos gols alvinegros na vitória desta quinta-feira (Vítor Silva/Botafogo



O Botafogo chegou a passar por momentos de tensão, mas saiu de campo com a vitória por 2 a 1 sobre o Volta Redonda nesta quinta-feira (19), no Raulino de Oliveira, pela segunda rodada do Campeonato Carioca. O Alvinegro, que pela primeira vez contava com os comandados de Luís Castro, contou com gols de Marçal e Cuesta para garantir os três pontos. Lelê diminuiu para o Voltaço.


O Glorioso foi a três pontos na competição, enquanto a equipe da Cidade do Aço ficou com um ponto. O Volta Redonda volta a campo no domingo (22), quando encara o Audax, às 16h. O Botafogo, por sua vez, só regressa na próxima quinta-feira (26), quando encara o Madureira no Nilton Santos, às 19h30.



ALVINEGRO ABRE O PLACAR

Em uma partida bastante disputada, coube ao Botafogo ser certeiro para sair na frente. Patrick de Paula fez lançamento Patrick de Paula fez lançamento milimétrico e encontrou Gustavo Sauer. O camisa 10 escorou e Marçal surgiu livre para estufar a rede aos nove minutos.

VOLTAÇO SE ESMERA POR REAÇÃO

Mesmo em desvantagem, o Volta Redonda não abdicou do ataque. Com Luciano Naninho ditando as ações, a equipe levava calafrios à defesa alvinegra. O camisa 10 encontrou Berguinho nas costas de Marçal, mas o atacante deixou a bola escapar e ficar nas mãos de Lucas Perri.

Naninho também lançou Lelê, que arrancou até a área e finalizou. O goleiro alvinegro caiu para espalmar. No lance seguinte, Lelê obrigou Patrick de Paula a se esticar para evitar.

Os botafoguenses, por sua vez, tiveram bons momentos nos avanços de Victor Sá e Sauer em algumas tentativas de Tiquinho Soares. Porém, o time da casa continuava a pressionar. Berguinho deixou um adversário para trás, chutou de longe e viu a bola passar rente à trave de Perri.


JOGO MUITO MOVIMENTADO

A equipe de Rogério Corrêa voltou do intervalo com ímpeto e apostando em jogadas de Luciano Naninho, Lelê e Berguinho. No entanto, mais uma vez o Alvinegro foi encontrando brechas. Victor Sá engatou contra-ataque e esticou a Marçal, obrigando Sandro Silva a salvar.

Só que o Botafogo seguia iluminado. A cobrança de escanteio de Daniel Borges foi escorada por Cuesta e parou no fundo da rede aos dez minutos da etapa final.

LELÊ INCENDEIA O JOGO

O Glorioso, porém, não teve tempo de relaxar. Impetuoso, Lelê aproveitou um vacilo na defesa alvinegra, abriu caminho e tocou na saída de Lucas Perri. Cuesta ainda se esticou, mas não evitou o gol do Volta Redonda.

ALVINEGRO SOBREVIVE À PRESSÃO DO VOLTAÇO

O técnico Luís Castro ainda fez alterações, mas não diminuiu o ímpeto do Volta Redonda. Em uma escorregada de Philipe Sampaio, Lelê avançou com liberdade, deixou Lucas Perri no chão e chutou. O atacante corria para comemorar o gol quando Cuesta se atirou na bola e salvou.

Na reta final, o time da casa encontrou novos espaços. Pedrinho encontrou Ricardo Sena, que obrigou Lucas Perri a sair aos pés do atleta. Na sobra, Bruno Barra encheu o pé e Perri novamente defendeu. Luciano Naninho e Pedrinho ainda tentaram, mas o Alvinegro, entre sustos, acabou garantindo sua vitória.



FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 1x2 BOTAFOGO
Data e horário: 19 de janeiro de 2023, às 19h30 (de Brasília)
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Maurício Machado Coelho Júnior
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Michael Correia

Cartões amarelos: Dudu (VRE), Marlon Freitas (BOT)

Gols: Marçal, 9/1T (0-1), Cuesta, 10/2T (0-2) e Lelê, 11/2T (1-2)

VOLTA REDONDA (Técnico: Rogério Corrêa)

Jefferson; Wellington Silva (Iury, 29/2T), Alix, Sandro Silva (Daniel Felipe, 8/2T) e Gilson; Bruno Barra, Dudu e Luciano Naninho; Luizinho (Guilherme Cachoeira, 22/2T), Lelê e Berguinho (Pedrinho, 22/2T).

BOTAFOGO (Técnico: Luís Castro)

Lucas Perri; Daniel Borges (Rafael, 36/2T), Philipe Sampaio, Víctor Cuesta e Marçal; Marlon Freitas, Tchê Tchê (Danilo Barbosa, 29/2T) e Patrick de Paula; Gustavo Sauer (Luis Henrique, 17/2T), Tiquinho Soares (Carlos Alberto, 28/2T) e Victor Sá (Lucas Piazon, 17/2T).