Botafogo-SP, contando com falha, supera o São Bento e fica perto do G4

Futebol Latino
LANCE!
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução


Depois de quatro jogos sem vencer e sequer conseguir marcar um gol, a falha do meio-campista Doriva foi determinante para que o Botafogo-SP, diante do São Bento, voltasse a vencer na Série B.

O triunfo por 1 a 0 na cidade de Ribeirão Preto, mais precisamente no estádio Santa Cruz, fez com que o Pantera ficasse em sexto lugar nas imediações do G4 com 32 unidades, duas a menos que o Coritiba, quarto colocado. Já o São Bento continua no seu "calvário" tentando escapar do Z4 em 19° com 20 pontos ganhos.

DEU RUIM PRA UM E MUITO BOM PRA OUTRO

Aos quatro minutos, um cruzamento que parecia aparentemente simples para ser cortado pela zaga do time de Sorocaba acabou se transformando no lance da inauguração do marcador por parte do Pantera. Após bola alçada na primeira trave, o meio-campista do Bentão, Doriva, acabou furando na hora de fazer o corte e o defensor Didi, tocando de cabeça antecipando o restante dos marcadores, venceu Renan Rocha.

REAGIU RÁPIDO


Dois minutos depois, Doriva teve a oportunidade de se redimir quase que de maneira imediata ao receber passe de Paulinho Boia e bater forte, mas por cima do gol defendido por Darley. Aos 12, foi a vez de Caio Rangel aparecer bem no ataque recebendo bola ajeitado por Zé Roberto e também bater com categoria, mas viu ela passar ao lado do ângulo direito.

SALVOU A PELE

Apesar de ter melhorado após sofrer o gol, na segunda metade da primeira etapa quem efetivamente deu as cartas no sistema ofensivo foi o Botafogo-SP. Em pelo menos cinco finalizações com relativa liberdade, o time da casa teve condições de aumentar a vantagem no placar onde, em três delas, Renan Rocha foi decisivo em suas intervenções mantendo a desvantagem somente em um gol.











PRESSÃO MUDOU DE LADO

Depois de ser bastante acuado no fim dos 45 minutos iniciais, o São Bento voltou com o mesmo ritmo ofensivo e agressivo na marcação que adotou logo após a abertura do marcador.

Entretanto, mesmo com bastante volume, era nítida a dificuldade que a equipe dirigida pelo técnico Milton Mendes de finalizar com mais eficiência, tanto é que a melhor chance surgiu em cobrança de falta. Na batida rasteira, ainda aos cinco minutos, Rodolfo conseguiu fazer a bola passar pela barreira, mas não pelo atento Darley que espalmou pela linha de fundo.

PAGOU PELA DIFICULDADE


Os problemas de finalização seguiram preponderantes durante todo o restante da etapa complementar com exceção de lance onde Fábio Bahia apareceu na meia-lua da grande área e acertou um bonito chute onde Darley se esticou todo para fazer uma importante defesa.

Com isso, Mesmo não tendo mantido o desempenho, o Botafogo-SP via cada vez mais perto a concretização da vitória que, após o apito derradeiro de André Luiz de Freitas Castro, foi devidamente consolidado.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também