Botafogo protocola plano de pagamentos na Justiça para quitar dívidas com credores

·1 min de leitura


Além da vitória sobre o Confiança e o avanço pelo acesso na Série B do Brasileirão, o Botafogo também deu um importante passo em questões fora de campo nesta quarta-feira. O Alvinegro protocolou um plano de pagamentos aos credores junto à Justiça.

+ Análise: Botafogo não é brilhante, mas estrela de Enderson aparece por vitória na alma e coração na Série B

O Botafogo teve as dívidas centralizadas pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e, com isto, todas as penhoras cíveis suspensas no final de setembro. O órgão deu um prazo de 60 dias para o clube apresentar um plano de pagamentos envolvendo esta parte financeira, algo feito nesta quarta-feira.

Vale lembrar que isto não tira o Botafogo do compromisso anterior. Ou seja, o Alvinegro ainda terá que destinar 20% da receita mensal ao pagamento de credores. Esta será uma medida a mais para quitar essas dívidas.

– É mais um passo firme, calculado e consistente no caminho de equalização das dívidas e adesão aos princípios da nova Lei das SAF. Sempre com transparência, gestão e responsabilidade - afirmou Jorge Braga, CEO do Botafogo, ao site oficial do clube.

A Justiça, agora, vai analisar os números apresentados pelo Botafogo e dar uma resposta, aprovando ou não o plano. Não há um prazo certo para que o clube tenha este retorno.

– Com a aprovação do Plano de Credores e a proteção das penhoras, passa vir, em contrapartida, a obrigação judicial de cumprir o que foi prometido. Só faz dessa forma, transparente, embasada e totalmente dentro da lei, quem tem firme intenção de cumprir o acordo, pois eventuais sanções são judiciais. Estamos preparados para isso - completou o executivo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos