Botafogo projeta recorde de público na Libertadores

BERNARDO GENTILE

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Botafogo e torcida vivem um caso de amor em 2017. Criticado pelos rivais pelo pouco público nos jogos, o time alvinegro vive situação completamente diferente. E isso está diretamente ligado à participação na Libertadores.

Na competição internacional, o clube de General Severiano tem média de 32.659 torcedores no Estádio Nilton Santos.

Na próxima terça-feira (2), a equipe irá jogar pelo torneio contra o Barcelona de Guayaquil (EQU). Até a noite de sexta-feira, 23 mil ingressos já haviam sido vendidos de maneira antecipada.

A expectativa é que o público seja o maior do Botafogo na temporada. Atualmente, o recorde é de 38.357 mil botafoguenses, contra o Colo-Colo (CHI) - ainda teve 29.514 contra o Olímpia (PAR) e 30.107 diante do Estudiantes (ARG).

O feito é bastante expressivo para o Botafogo, que apresenta realidade bem diferente quando a Libertadores não entra na equação. Para se ter uma ideia, o clube de General Osório teve média bem mais baixas nos últimos Campeonato Brasileiros: 7.258 (2016), 10.807 (2015) e 11.362 (2014).

"É uma atmosfera diferente. É muito bom jogar com o estádio lotado. A torcida vem nos apoiando e isso nos incentiva muito. A gente sabe que uma vitória na terça-feira nos colocará muito próximos da próxima fase. Sabemos dessa responsabilidade", disse Guilherme.

O Botafogo poderá se classificar às oitavas já nesta próxima partida. Para isso, o time de Jair Ventura precisará vencer o Barcelona e torcer para uma vitória do Atlético Nacional (COL), que receberá Estudiantes.