Botafogo perde na Justiça contra Porta dos Fundos por vídeo que ironiza excesso de patrocínio

·1 minuto de leitura
Vídeo do canal "Porta dos Fundos" que foi alvo de processo do Botafogo (Reprodução/Porta dos Fundos)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Botafogo perdeu disputa na Justiça contra o Porta dos Fundos no caso do vídeo "Patrocínio", que ironizava a quantidade de anúncios publicitários da camisa dos jogadores. Para a Terceira Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça), o conteúdo não feriu a imagem do clube de futebol. 

Um pedido de indenização por danos morais e uso da marca do time sem autorização já havia sido negado pelo TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro). 

Leia também:

O STJ manteve a decisão no julgamento da última semana. Segundo o relator do caso, Villas Bôas Cueva, apesar de se referir ao Botafogo, o vídeo fazia crítica humorística ao excesso de publicidade das camisas dos times brasileiros em geral. 

Ele afirmou que o vídeo, publicado em 2015, está amparado na liberdade de manifestação e não teve a intenção de rebaixar, nem de causar lesão moral ou material ao clube. 

Procurado pela reportagem, o Botafogo diz que o processo foi movido pela gestão anterior e que a atual não tem interesse de recorrer.​​

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos