Botafogo minimiza momento ruim do Vasco

Clássico tem favorito? Para muitos o momento de um dos times pode responder essa pergunta. Se isso for verdadeiro o Botafogo pode contar com o favoritismo diante do Vasco no duelo deste domingo, às 18h30(de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), pela segunda rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O Alvinegro vem de um triunfo de 2 a 1 sobre o Estudiantes, na Copa Libertadores, e está em lua-de-mel com a sua torcida. Já o Cruz-Maltino foi eliminado pelo Vitória na noite de quinta-feira, na Bahia, dando adeus à Copa do Brasil. Pelo Carioca vem de empate por 2 a 2 com o Macaé, que tem o pior desempenho dentre todos os participantes.

Apesar dessa diferença, os jogadores botafoguenses fogem do favoritismo e minimizam o momento ruim do Vasco.

“Não nos iludimos com a situação do Vasco, pois sabemos que existe qualidade do outro lado. O nosso time está preocupado em encontrar a melhor maneira de vencer o jogo e continuar bem nesta Taça Rio. Um clássico é sempre muito complicado, independentemente do momento das equipes. O Vasco tem um time qualificado e com certeza vai nos criar muitas dificuldades. Não podemos vacilar”, disse o atacante Rodrigo Pimpão.

O lateral-esquerdo Víctor Luís pensa de maneira parecida.

“Quando a bola começa a rolar os jogadores não pensam no momento em que o time está vivendo na competição e querem apenas conseguir a vitória. Acredito que isso vai acontecer com Vasco e Botafogo no domingo, até porque estamos falando de um clássico, onde a rivalidade é sempre muito grande. O meu sentimento é o de que vamos ter um dos jogos mais complicados da atual temporada”, analisou o lateral.

O volante Bruno Silva lembrou que o jogo pode se tornar mais complicado justamente por conta do momento do Vasco. Na visão dele, o Cruz-Maltino sabe que um triunfo contra os botafoguenses pode afastar a má fase.

“O Vasco vai querer aproveitar o clássico para reagir e dar uma resposta ao seu torcedor, por isso mesmo espero mais dificuldades do que se a gente estivesse enfrentando um adversário que vem embalado e motivado. Acredito que vai ser uma partida das mais complicadas, até porque a Taça Rio é uma competição de tiro curto e os dois times precisam de um bom resultado para seguirem bem na competição”, disse o volante.

Para este jogo a escalação do Botafogo ainda não foi definida, uma vez que o técnico Jair Ventura voltou a fechar a atividade na manhã desta sexta-feira. Porém, como o time só volta a jogar pela Copa Libertadores em abril, é possível que todos os titulares sejam utilizados. Neste sábado o plantel volta a trabalhar pela manhã no Estádio Nilton Santos e depois começa o período de concentração.