Botafogo goleia o Ceilândia em Brasília e abre boa vantagem na Copa do Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
DF - Brasilia - 20/04/2022 - COPA DO BRASIL 2022, CEILANDIA X BOTAFOGO - Kanu jogador do Botafogo comemora seu gol durante partida contra o Ceilandia no estadio Mane Garrincha pelo campeonato Copa do Brasil 2022. Foto: Mateus Bonomi/AGIF
DF - Brasilia - 20/04/2022 - COPA DO BRASIL 2022, CEILANDIA X BOTAFOGO - Kanu jogador do Botafogo comemora seu gol durante partida contra o Ceilandia no estadio Mane Garrincha pelo campeonato Copa do Brasil 2022. Foto: Mateus Bonomi/AGIF

No estádio que tem o nome do maior ídolo de sua história, o Botafogo se sentiu em casa e deu show. O Glorioso venceu o Ceilândia por 3 a 0 na noite desta quarta-feira, em jogo no Estádio Mané Garrincha, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Kanu, duas vezes, e Lucas Piazon marcaram.

Com a vantagem construída, o Botafogo pode até mesmo perder por dois gols de diferença na partida de volta - uma vitória do Ceilândia por três de vantagem leva a decisão para os pênaltis. O duelo será no dia 12 de maio, uma quinta-feira, no Estádio Nilton Santos.

Leia também:

O Ceilândia volta aos gramados neste sábado para enfrentar o Grêmio Anápolis no Estádio Jonas Duarte, pela 2ª rodada da Série D. O Botafogo mede forças com o Atlético-GO no domingo na Serrinha, pela 3ª rodada do Brasileirão.

CONEXÃO AÉREA
Melhor tecnicamente, o Botafogo ditou o ritmo do jogo desde o começo do jogo. Uma dupla já conhecida foi a responsável por fazer a alegria dos torcedores de Brasília: após escanteio batido por Daniel Borges, Kanu subiu mais alto que os marcadores e abriu o placar.

TEVE CHANCE PRA MAIS...
A equipe de Luís Castro ainda criou chances para aumentar o placar ainda no primeiro tempo. Del Piage desperdiçou uma, quando, após receber um passe de Matheus Nacimento, deixou a bola escapar quando estava cara a cara com o goleiro.

A outra foi com o camisa 90. Depois de receber sozinho no meio-campo, ele passou por dois marcadores, mas se confundiu com a bola na hora de finalizar. Mesmo assim, o Botafogo saiu com vantagem para o intervalo.

ROLO COMPRESSOR!
​O Botafogo compensou as chances perdidas no primeiro tempo logo no início da etapa complementar. Como um rolo compressor, o Alvinegro transformou o resultado em goleada rapidamente. Primeiro foi com Kanu, novamente em lance de bola parada, mas dessa vez em cobrança de falta.

Um minuto depois, o Botafogo logo recuperou a posse na saída do Ceilândia, Victor Sá passou por um marcador e tocou na medida para Lucas Piazon finalizar e marcar o primeiro gol com a camisa do Glorioso e ampliar a vantagem do time para 3 a 0.

TRÊS TRAVES VALE PÊNALTI?
E não foi por falta de esforço que o Botafogo não ampliou o placar. O Alvinegro acertou três vezes a trave: primeiro com Victor Sá, pouco depois do terceiro gol em jogada individual deixando dois jogadores para trás.

Os outros dois já foram na reta final. Erison venceu um marcador na força e viu o chute rasteiro acertar a segunda trave. A terceira foi ainda mais dolorida: em falta de bem longe, Daniel Borges cobrou com maestria, mas a bola - claro - tocou o travessão. De qualquer jeito, isso não tirou a alegria da torcida do Botafogo em Brasília.

FICHA TÉCNICA
CEILÂNDIA X BOTAFOGO

Data-Hora: 20/04/2022, às 21h30
Local: Estádio Mané Garrincha
Árbitro: Braúlio da Silva Machado (FIFA - SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Onde assistir: Globo, Premiere e SporTV
Gramado: Regular
Cartões amarelos: Filipinho (CEI)
Cartões vermelhos:

Gols: Kanu (0-1, 18'/1ºT); Kanu (0-2, 8'/2ºT); Lucas Piazon (0-3, 9'/2ºT)

CEILÂNDIA: Matheus Kaiser; Liel (Fernando Gomes 23'/2ºT), Medeiros, Gabriel Vidal, China (Hiwry 12'/2ºT); Werick, Thiago Gomes (Pacheco/Intervalo); Matheus Guarujá, Filipinho (Peninha 12'/2ºT), Geovane; Roberto Pítio (Hériclis 12'/2ºT). Técnico: Adelson de Almeida.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Saravia, Philipe Sampaio, Kanu, Daniel Borges; Del Piage (Lucas Fernandes 22'/2ºT), Barreto (Tchê Tchê 7'/ºT), Patrick de Paula (Lucas Piazon/Intervalo); Gustavo Sauer, Matheus Nascimento (Erison 14'/2ºT), Diego Gonçalves (Victor Sá/Intervalo). Técnico: Luís Castro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos