Botafogo e Fluminense podem ser rebaixados no Campeonato Carioca 2020?

Goal.com

O Campeonato Carioca nem voltou ainda e já esta dando o que falar e colecionando polêmicas. Enquanto Flamengo e Vasco já estão prontos para o retorno das partidas, Fluminense e Botafogo ainda são contra o reinício da competição e já prometeram não entrar em campo. Mas o que isso pode significar para os dois, eles podem ser rebaixados?

Tecnicamente é possível que as duas equipes caiam, sim, para a segunda divisão do estadual. Não por questão de pontos, neste quesito ambos estão garantidos na elite do Carioca - Americano, Nova iguaçu e América são os três que disputam permanência. E o número de pontos também garante os dois na edição de 2020 do campeonato, sem precisar disputar seletiva. Pela pontuação, inclusive, ainda pode se classificar para a semifinal da Taça Rio. 

No entanto, ao prometerem não entrar em campo em suas partidas - o Fluminense contra Volta Redonda e o Botafogo contra a Cabofriense -, os dois times estão correndo o risco de perderem por W.O. A derrota não teria impacto de pontos, como explicado anteriormente, no entanto, de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), a reincidência é passível de punição com exclusão da competição e, no caso de valer acesso e descenso, a exclusão significa rebaixamento. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Em caso de reincidência específica, a entidade de prática desportiva será excluída do campeonato, torneio ou equivalente em disputa", diz o artigo 3º do inciso 203 do CBJD.

Honda Botafogo Bangu Carioca 16 03 2020
Honda Botafogo Bangu Carioca 16 03 2020
Foto: Vitor Silva/ Botafogo

No mesmo artigo, porém, é explicitado que isso é válido apenas a quem deixar de disputar partidas sem justa causa. Em um momento atípico que vivemos com a pandemia de coronavírus Covid-19, os departamentos jurídicos das equipes já estão trabalhando para recorrer ao texto e, assim, evitar o W.O., dependendo de uma decisão que promete se arrastar por muito tempo nos tribunais. 

Além disso, entraram com uma ação no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), porém o pedido foi indeferido. Agora, ambos estão preparando outra ação para a Justiça comum, pedindo o adiamento de seus jogos - marcados para a próxima segunda-feira (22) - até o início de julho. Ao mesmo tempo, existia a expectativa de um acordo junto a Ferj, sem que houvesse a necessidade de se recorrer às vias legais, mas por enquanto nada feito.

O presidente da Federação, Rubens Lopes, inclusive ironizou a postura dos clubes, comprando-os a maus alunos: "O bom aluno, que estudou, se preparou para a prova, chega para fazê-la, mas o aluno que não estudou quer adiá-la".

Enquanto isso, o prefeito da cidade do Rio de Janiero, Marcelo Crivella, validou a vontade das equipes: "Botafogo e Fluminense querem e têm todo o direito, eles não querem jogar, então para não ter judicialização e suspender o campeonato mais uma vez, a ideia é fazer um acordo, quem quiser jogar, joga, quem não quiser tem que ser respeitado".

Desde o princípio, Fluminense e Botafogo foram contra a retomada do Campeonato Carioca, pelo menos por enquanto, já que não consideram seguro se realizar partidas enquanto o vírus ainda segue forte no país. 

Leia também