Botafogo abre mão de parte dos direitos econômicos para ter Ronald em fevereiro

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Ônus e bônus. Ronald, primeira contratação do Botafogo para a próxima temporada, deve desembarcar no Rio de Janeiro ainda neste semana para a realização de exames médicos e assinatura de contrato, após ter fechado um pré-vínculo com o Alvinegro. O Glorioso, contudo, teve que abrir mão de parte dos direitos econômicos do atacante para tê-lo em fevereiro.

O caso é o seguinte: Ronald tinha contrato com o Botafogo-SP até maio e tinha um pré-contrato firmado com o Glorioso. Inicialmente, o atacante se apresentaria no Rio de Janeiro apenas durante o Campeonato Carioca, mas, com negociações, o Alvinegro conseguiu adiantar este prazo, e o reforço participará de toda a pré-temporada.

A apuração do LANCE! constatou que o Botafogo abriu mão de um valor superior a 10% dos direitos econômicos de Ronald - que continuarão com a equipe de Ribeirão Preto - para que o atacante fosse liberado ao novo clube ainda em fevereiro. O valor será cobrado em uma possível futura transferência.

Em um primeiro momento, o Botafogo-SP pediu uma compensação financeira ou até mesmo jogadores para liberar Ronald antes do fim do vínculo. A partir de negociações, o Alvinegro conseguiu "reverter" para que o xará paulista continuasse com parte da fatia do atacante.

Apenas exames médicos, portanto, separam Ronald do anúncio oficial com o Botafogo. O atacante era um desejo antigo do clube de General Severiano, que o tentou contratar ainda na metade do Campeonato Brasileiro.