Boselli vê concorrentes no Corinthians saírem, mas tem futuro complicado; entenda

Goal.com

O argentino Mauro Boselli viu sua concorrência pela titularidade do Corinthians sair de acirrada no começo do ano para quase inexistente em meio à pandemia da Covid-19. Mesmo com a saída de Vagner Love, porém, o centroavante não tem perspectiva de permanecer muito tempo no clube.

Atualmente o nome mais velho do elenco, Boselli, aos 35 anos, teve um bom começo de ano, com seis gols marcados e duas assistências nos 11 jogos disputados pelo Timão até aqui. Ele fez com que o time tivesse a segurança de emprestar Gustagol para o Inter e liberar Vagner Love sem custos.

O "problema" para o argentino é que o clube do Parque São Jorge está de olho em Jô, atleta de 33 anos de idade que tem grande identificação com a torcida. Depois de atuar por dois anos no Nagoya Grampus, do Japão, o centroavante ficou livre no mercado e tem negociações avançadas para reforçar o Timão na retomada do futebol.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Além de criado nas categorias de base do Corinthians, o centroavante foi o melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2017, sendo o único atleta da história do clube a terminar uma edição do torneio como artilheiro, celebrando ainda o título nacional.

Ou seja, Boselli deixou de ter dois concorrentes diretos pela posição, mas pode ganhar não só um rival na disputa, mas também um nome mais novo e com muito mais identificação com a torcida corintiana.

Contratado em janeiro do ano passado, o argentino tem um pré-acordo com a diretoria do Corinthians para estender seu contrato, que se encerra em dezembro deste ano, por mais uma temporada. A opção de renovação, no entanto, teria de ser aprovada tanto por ele quanto pela diretoria.

Boselli, então, depende do seu desempenho em 2020 para saber se valeria a pena ficar por mais um ano no Timão. Há quase três meses parado, sem perspectiva de voltar a jogar e prestes a ganhar um forte concorrente, porém, o horizonte não parece tão limpo.

Leia também