Boselli fez, com Tiago Nunes, o que não conseguiu com Carille

Goal.com
O Corinthians goleou o Botafogo-SP com autoridade, recorde em posse de bola... e três gols do atacante argentino
O Corinthians goleou o Botafogo-SP com autoridade, recorde em posse de bola... e três gols do atacante argentino

Em seu primeiro jogo oficial da temporada, na estreia do Campeonato Paulista contra o Botafogo de Ribeirão Preto, o Corinthians fez o seu torcedor delirar como não acontecia há muito tempo: venceu por 4 a 1.

Mas o grande protagonista da noite foi Mauro Boselli.

O atacante argentino, principal nome trazido em 2019, fez sua melhor exibição pelo Corinthians: abriu o placar, acertou a trave no lance que terminou no pênalti que seria convertido por Luan, e fez o terceiro e quarto gols.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Um hat-trick, o primeiro do centroavante pelo Corinthians.

Muitas vezes um reserva do time na época em que Fabio Carille era o treinador, Boselli, que criticava o estilo de jogo mais defensivo do antigo comandante, encantou a torcida alvinegra, que também vibrou com a mudança de postura do time em campo.

"A ideia é essa, ter a posse da bola e atacar constantemente. Pelo menos em casa vai ser sempre assim", prometeu Boselli, aos microfones do SporTV, após a vitória.

Agressivo e buscando o protagonismo, em sua estreia na temporada 2020 o time teve posse de bola (72%) maior em sua estreia oficial sob o comando de Tiago Nunes do que conseguiu durante 2019 inteiro.

Leia também