Boselli dá puxão de orelha em Janderson, defendido por torcida, após expulsão

Goal.com
O jovem atacante recebeu o cartão vermelho depois de ter comemorado com os torcedores o gol sobre o Santos
O jovem atacante recebeu o cartão vermelho depois de ter comemorado com os torcedores o gol sobre o Santos

Janderson foi da euforia à preocupação depois de ter marcado o segundo e último gol do Corinthians no duelo contra o Santos, vencido por 2 a 0 neste domingo (02), pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

O atacante recebeu belo passe de Boselli e tocou na saída de Éverson. Com as redes balançando, o jovem de 20 anos correu na direção da torcida, subiu a escada de acesso e comemorou com a Fiel. Uma cena bonita, mas que segundo as regras do futebol é passível de cartão amarelo. Mas como Janderson já havia sido amarelado, acabou sendo expulso no início do segundo tempo.

A equipe treinada por Tiago Nunes conseguiu segurar os avanços santistas e, pela primeira vez em 2020, terminou um jogo sem sofrer gols. A expulsão de Janderson gerou revolta na internet, não apenas por parte dos corintianos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Entretanto, dentro do Corinthians, o atacante Mauro Boselli brincou com a situação e deu um puxão de orelha no companheiro de time – que se explicou dizendo ter se esquecido do primeiro cartão amarelo recebido.

"Nós vamos matar ele (Janderson) no vestiário, porque nos fez correr muito mais na segunda etapa. Mas fez um grande gol e nos ajudou com a vitória", disse o argentino.

Leia também