Borja dá susto e Róger Guedes leva trote em treino do Palmeiras

O clima no CT do Palmeiras começou alegre, mas teve momentos de tensão nesta sexta-feira de Páscoa. Começando com uma perseguição que terminou com um trote em cima de Róger Guedes, o decorrer das atividades contou com um susto por parte do atacante Miguel Borja, que caiu reclamando de dores, mas se levantou e voltou a participar normalmente.

Já na saída dos vestiários da Academia de Futebol, os jogadores do elenco já emendaram o grito de “Olê, lê, olá, lá, o terror vem aí, não adianta nem chorar”, causando estranhamento por parte das pessoas que foram acompanhar os treinamentos. Tudo não passava de uma brincadeira dos atletas, que começaram a perseguir Róger Guedes.

O atacante fugiu para o estacionamento de visitantes, despistou os companheiros e, já dentro do gramado, ficou distante do grupo durante o alongamento. Depois de muitas tentativas e nova fuga, Guedes foi capturado e recebeu sonoros “Parabéns para você”. A resposta: “aniversário é o c…”, porque o aniversário do camisa 23 é no dia 2 de outubro.

Como parte da brincadeira, o jogador de 20 anos foi amarrado e recebeu uma saraivada de ovos. Quando conseguiu escapar, ele foi ao vestiário e retornou para as atividades do dia.

Passado o momento de brincadeira, o técnico Eduardo Baptista começou a trabalhar com as suas peças. Os jogadores que atuaram por mais tempo no jogo-treino desta quinta, contra o Nacional, se dirigiram para a academia, para realizar trabalhos regenerativos.

O restante que continuou no gramado participou de um trabalho tático, em campo reduzido, enquanto os goleiros Fernando Prass e Jaílson treinavam com o preparador. E foi no decorrer desta atividade que Borja assustou. O centroavante colombiano caiu após dividida, ficou alguns instantes deitado no gramado, recebendo atendimento, mas levantou e voltou a trabalhar normalmente. Visivelmente mais desgastados que os outros titulares, o zagueiro Mina, o meia Guerra e o atacante Dudu, saíram mais cedo de campo e foram para a parte interna do CT, para fazer fortalecimento.