Bolsonaro manda suspender uso de radares nas rodovias federais

Yahoo Notícias
Presidente anunciou a medida na segunda-feira e a concretizou nesta quinta-feira, publicando em Diário Oficial. (Foto: Alan Santos/PR)
Presidente anunciou a medida na segunda-feira e a concretizou nesta quinta-feira, publicando em Diário Oficial. (Foto: Alan Santos/PR)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Após anunciar a medida, Bolsonaro oficializou a suspensão do uso dos radares nas rodovias federais

  • O despacho do presidente visa, segundo o texto, evitar a utilização arrecadatória dos radares

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O presidente Jair Bolsonaro, determinou ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio de despachos publicados nesta quinta-feira (15) no Diário Oficial da União, que suspenda o uso de radares fixos, móveis e portáteis até que o Ministério da Infraestrutura “conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas”.

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

De acordo com o documento, a medida tem por objetivo “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

Leia também

O despacho do presidente pede também que o ministério “proceda à revisão dos atos normativos internos que dispõem sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais pela Polícia Rodoviária Federal.

Na segunda-feira (12), o presidente tinha anunciado que extinguiria os radares das rodovias do País. “A partir da semana que vem, não teremos mais radares móveis no Brasil”, prometeu Bolsonaro, sendo aplaudido pelo público, durante a inauguração da duplicação de 47 quilômetros da BR-116, em Pelotas, no Rio Grande do Sul.

BRIGA ANTIGA

As críticas do presidente aos controladores de velocidade e as promessas de acabar com eles são velhas conhecidas. Em março, Bolsonaro anunciou o fim das lombadas eletrônicas nas estradas e rodovias do país, mas ouviu do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas, que a medida anunciada seria reavaliada.

Na live, feita no dia 7 daquele mês, ao lado do ministro da ele afirmou que não pretende instalar novos equipamentos e que as lombadas já existentes não terão as validades renovadas.

Já no dia 1º de abril, anunciou, por meio de sua conta no Twitter, que a instalação de mais de 8 mil radares eletrônicos em estradas pelo país foi cancelada. O presidente ainda afirmou que alguns contratos serão revisados e que haverá uma reavaliação da real necessidade de aparelhos já instalados.

“Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos nas rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes tem o único intuito de retomo financeiro ao estado”, escreveu o presidente na rede social.

Com informações da Agência Brasil

Leia também